:: Colaboradores

Odiario

Zimbabué prepara eleições em Julho*

Carlos Lopes Pereira    11.Jun.18

Pouco mais de meio ano após os militares terem afastado Robert Mugabe, haverá eleições gerais no Zimbabué: presidência da República, deputados ao parlamento e conselheiros municipais. A “comunidade internacional” e a antiga potência colonial – a Grã-Bretanha – hostilizaram durante anos o regime, promoveram “sanções”, intervieram no país através do BM e do FMI, com a receita que é conhecida. É previsível que o novo poder obtenha claro apoio eleitoral. Ver-se-á que políticas seguirá, e em que ambiente social as porá em prática.

Odiario
Odiario

Operações «Robin dos Bosques» e tartarugas militantes

Rémy Herrera    28.May.18

Prosseguem as lutas de massas em França. O sector da energia, juntamente com o dos ferroviários, sustenta uma luta prolongada cujo objectivo central tem um claro sentido político: a renacionalização. E os trabalhadores juntam à acção colectiva novas e criativas formas de acção, que consolidam o sentido de classe e alargam o apoio social à sua luta.

Odiario
Odiario

Forte investimento da Rússia em África*

Carlos Lopes Pereira    26.May.18

Os governos russo e egípcio acordaram a criação de uma zona industrial russa em Port Said. Será a primeira zona industrial russa no estrangeiro. Espera-se que, em menos de uma década, a produção das unidades industriais ali criadas atinja três mil e 600 milhões de dólares. E a intensificação do investimento e da cooperação económica russa abrange vários outros países africanos.

Odiario
Odiario

O Massacre de Cassinga*

Carlos Lopes Pereira    12.May.18

Num tempo de tentativas de neocolonização de África - em particular na zona subsaariana, mas não só - é ainda mais importante a preservação da memória histórica dos heróicos movimentos africanos de libertação nacional, e dos monstruosos crimes cometidos pelos que desejariam impedir para sempre a libertação dos povos africanos. Os mesmos interesses que trabalham para o regresso a um passado de dependência, opressão e rapina das riquezas nacionais.

Odiario
Odiario

Eis chegado o belo mês de Maio

Rémy Herrera    07.May.18

As manifestações do 1º de Maio realizaram-se em toda a França, com mais de 200 mil participantes.
A manifestação de Paris, onde teria grande expressão a luta dos ferroviários e da administração pública, foi objecto de uma violenta provocação por parte de vândalos encapuzados, que a polícia deixou actuar. É uma lição de toda a história do movimento operário: entre os meios que o inimigo de classe mobiliza estão também grupelhos violentos que fingem agir em nome dos trabalhadores, mas cuja acção resulta sempre em prejuízo e em maior repressão das suas lutas.

Odiario
Odiario

Guerra social e guerra imperialista

Rémy Herrera    23.Abr.18

Um novo ponto da situação em França. As lutas prosseguem em várias frentes, e pode abrir-se alguma perspectiva da sua convergência. Macron responde com a repressão e com a tentativa de encenação de um «diálogo directo com o povo». Ao mesmo tempo que promove a guerra social contra trabalhadores e estudantes, intervém activamente na agressão imperialista contra a Síria. Duas faces da mesma moeda.

Odiario
Odiario

«No caminho» de um novo Maio de 68?

Rémy Herrera    18.Abr.18

Existe em França um mal-estar profundo que começa a manifestar-se na intensificação das lutas e acções de massas. A sua origem não está apenas nas políticas que o grande patronato dita a Macron, como antes ditava aos seus antecessores. Vem de mais longe e vem de muitos lugares da sociedade. Trabalhadores e desempregados, ferroviários e sem-abrigo, reformados, pacifistas, ecologistas, antifascistas, estudantes. Um fundo rumor de cólera que recorda 1968.

Odiario