:: Outros autores

Odiario

Kill the bill

Anabela Fino    09.Abr.21

Na Grã-Bretanha está em curso a aprovação final de legislação cujo conteúdo é o de um Estado policial. Com ela, as autoridades terão praticamente carta branca na repressão, não do crime, mas de qualquer acção pública de protesto. Vem na embalagem de um confinamento que banalizou o policiamento de toda a vida quotidiana, que veda a rua aos vulgares humanos, que limita e anula direitos e liberdades. Não é só na Grã-Bretanha que tal se verifica, e o alerta vem tão a propósito ali, como em França, como provavelmente em Portugal.

Odiario
Odiario

Cuba Libre será COVID-Libre: cinco vacinas e a contagem prossegue…

Helen Yaffe    08.Abr.21

Em Março de 2021 o primeiro-ministro britânico Boris Johnson dizia a uns seguidores: “A razão de termos o sucesso da vacina é por causa do capitalismo, por causa da ganância, meus amigos.” Acontece que esta pandemia afirmou, pelo contrário, que as necessidades de saúde pública não podem ser atendidas de forma adequada num sistema baseado no lucro. Na verdade, é a ausência da motivação do lucro capitalista que está por detrás da notável resposta doméstica e internacional à Covid-19 da Cuba socialista, que tem agora cinco vacinas em testes clínicos e está entre as primeiras nações a vacinar toda a sua população.

Odiario
Odiario

A crise da Administração Pública

Eugénio Rosa    06.Abr.21

A crise da Administração Pública era já profunda e conhecida antes da pandemia fundamentalmente devido à insuficiência de investimento público e de profissionais com as competências necessárias para responder às necessidades do país e dos portugueses, o que era ainda agravado por um conjunto de normas paralisantes e obsoletas que impediam uma gestão eficiente, eficaz e responsabilizante dos reduzidos recursos atribuídos.

Odiario
Odiario

O óbvio

Gustavo Carneiro    05.Abr.21

É de registar o caricato enlevo com que a generalidade dos media, dos comentadores, certos responsáveis políticos tratam Joe Biden. Muitos deles eram igualmente devotos de Trump, embora a sua grotesca imagem colocasse dificuldades. Que este homem tenha - no seu ainda curto tempo de presidência e sobretudo no plano internacional – enveredado e em alguns aspectos agravado a criminosa e agressiva política que vem detrás não é para eles relevante ou é aplaudido. Mais do que quem está na presidência, o que determina as suas posições é o rasteiro servilismo perante o imperialismo EUA.

Odiario
Odiario

A repartição da riqueza criada no país (PIB) entre o trabalho e o capital é muito desigual e agravou-se entre 2008 e 2019

Eugénio Rosa    31.Mar.21

A grave crise económica e social causada pela pandemia está a agravar ainda mais as desigualdades, que já eram enormes no nosso país antes do COVID. A riqueza criada no país diminuiu, o desemprego continua a aumentar de uma forma rápida, a procura de ajuda alimentar disparou, o ritmo de vacinação continua frouxo e aos ziguezagues, e ainda não terminou esta vaga e já meios de comunicação social alarmistas anunciam uma outra vaga ou outra variante do vírus. A insegurança que se está a criar nos portugueses é muito grande. Assim, a economia não conseguirá funcionar e muito menos recuperar e o descalabro económico e social será maior.

Odiario
Odiario

Mobilização mundial pelo fim do bloqueio contra Cuba

AbrilAbril    30.Mar.21

Angola, Canadá, Brasil, França, Suécia, Rússia, Irlanda e Portugal são alguns dos 60 países onde este fim-de-semana decorreram iniciativas pelo fim do criminoso bloqueio dos EUA contra Cuba. A “ilha heroica” justifica e merece toda a solidariedade dos povos. Não só pela sua exemplar resistência anti-imperialista de mais de seis décadas e pela sua incomparável solidariedade internacionalista, mas por confirmar que um povo, unido numa generosa e militante perspectiva de transformação e progresso em todas as esferas da vida social, pode fazer frente aos mais poderosos inimigos.

Odiario
Odiario

As patentes impedem vacinas para todos

Ainda a questão das vacinas Covid-19, hoje simultaneamente questão central no combate à pandemia e escândalo que deixa à vista de todos a extrema desumanidade do poder do capital. Este texto enuncia, com grande moderação, os mecanismos que permitiriam aos governos suspender os direitos de propriedade intelectual das BigPharma, de modo a que os países com capacidade para o fazer pudessem produzir a vacina para os outros. Todavia, e não ser que se forme uma grande vaga de fundo exigindo essa acção, não há que esperar dos actuais governos da UE qualquer iniciativa nesse sentido.

Odiario