Artículos de: Enero, 2013

Odiario

Terrorismo com face humana:
A história dos esquadrões da morte dos Estados Unidos

Michel Chossudovsky    31.Ene.13    Outros autores

As forças governamentais sírias estão hoje a confrontar-se com o autoproclamado “Exército Livre da Síria” – FSA. É uma nova etapa da longa história da criação de grupos de acção destinados ao desempenho das tarefas mais sanguinárias e criminosas, nas quais o imperialismo aparentemente não suja as mãos e por cujos crimes julga que não prestará contas.

Odiario
Odiario

Sobre a primeira etapa dos diálogos de Havana entre as FARC-EP e o governo colombiano

Concluiu-se a primeira etapa dos diálogos de Havana. Para as forças democráticas e defensoras da paz, o balanço é positivo. Mas o prosseguimento do processo até que seja alcançada uma paz estável e duradoura enfrentará ainda muitas dificuldades e incertezas. À mesa das negociações sentam-se forças de classe antagónicas. E no desenvolvimento do processo pesará de forma determinante a posição do imperialismo, que tem na Colômbia uribista o seu mais fiel aliado na América Latina.

Odiario
Odiario

Mais sinais*

Anabela Fino    29.Ene.13    Outros autores

Anabela FinoO povo responsabiliza, muito justamente, as duas troikas (a estrangeira – FMI/BCE/UE e a nacional – PS/PSD/CDS –) pela desastrosa situação a que o país chegou. Mas é justo que não seja esquecida uma outra troika, a da “concertação social”: governo/patronato/UGT. Poderão os seus componentes ter diferenciadas responsabilidades directas. Mas é um fiel auxiliar das outras duas, e o papel que a UGT nela desempenha é o da sistemática traição aos interesses e direitos dos trabalhadores.

Odiario
Odiario

Raúl Castro, a primeira das vozes críticas

Salim Lamrani*    28.Ene.13    Outros autores

Salim LamraniAo contrario da ideia que a imprensa imperialista amplamente difunde, o debate crítico está presente na sociedade cubana. Naturalmente que, para os inimigos da Revolução Cubana, debater os problemas reais com que Cuba se defronta deveria constituir uma oportunidade para condenar a opção socialista. Mas o que há a registar é que esse debate é animado pelos mais altos responsáveis, não para trair a revolução, mas para a defender. Para Salim Lamrani, o crítico mais virulento de Cuba chama-se Raúl Castro.

Odiario
Odiario

Serviços secretos portugueses assassinaram Amílcar Cabral*

A importância do pensamento de Amílcar Cabral, líder africano desaparecido há quatro décadas, foi reafirmada por estudiosos e investigadores de três continentes num colóquio internacional, na cidade da Praia. Reunido de 18 a 20 de Janeiro na capital cabo-verdiana, o Fórum Amílcar Cabral, sob o lema «Por Cabral, sempre», foi também ocasião para uma reflexão crítica sobre o caminho percorrido pela República de Cabo Verde e sobre as perspectivas futuras dos países africanos.

Odiario
Odiario

Bruxas na noite

Entre as múltiplas faces do heroísmo manifestado pelo Exército Vermelho no decurso da 2ª Guerra Mundial – a Grande Guerra Pátria – existem muitos rostos de mulher, nomeadamente das mulheres piloto da aviação soviética. Devem ser recordadas não apenas como heroínas, mas também como exemplos de conquista da igualdade, que apenas a sociedade socialista poderá efectivamente concretizar.

Odiario
Odiario

Portugal 2013

Está em curso uma das mais ambiciosas operações de propaganda que o actual governo já levou a cabo. Quanto mais desastrosa é a situação do país, mais esta gente vem acenar com uma recuperação que ninguém vê. António Borges tem a desfaçatez de falar em “fim da austeridade”. Essa “austeridade”, que é o nome propagandístico da implacável política de saque que o governo leva a cabo, só terá fim quando esta política e as troikas que a apoiam forem efectivamente derrotadas.

Odiario