Artículos de: Marzo, 2013

Odiario

O terrorismo de estado da administração Obama

As contradições entre grandes potências e gigantes transnacionais não desapareceram, mas não são já antagónicas. Um imperialismo colectivo substituiu o imperialismo, responsável pelas guerras mundiais do seculo XX. O pólo (e motor) desse novo imperialismo situa-se nos EUA e é ele que, pela sua agressividade e irracionalidade, configura uma ameaça à humanidade.

Odiario
Odiario

Dois anos depois de Fukushima
Um importante ponto de inflexão na história contemporânea do Japão

Pierre Rousset    30.Mar.13    Outros autores

Pierre RoussetO impacto da tripla tragédia (sismo, tsunami, desastre nuclear) de 11 de Março de 2011 no Japão ainda está em desenvolvimento. Uma novidade importante a considerar é ter dado ocasião à configuração de dois blocos politicamente opostos. De um lado, o lobby nuclear, as correntes militaristas e em geral a direita nacionalista. De outro, o movimento antinuclear civil, os últimos sobreviventes de Hiroshima/Nagasaki, os pacifistas que defendem a Constituição, a população que luta na ilha de Okinawa contra as bases estado-unidenses, personalidades intelectuais. O ressurgimento das ambições militares e imperialistas no Japão não é um fenómeno menor. A História nem sempre se repete como farsa. Em muitos casos, repete-se novamente como tragédia.

Odiario
Odiario

Israel membro de facto da OTAN

É conhecido o papel que Israel desempenha na ofensiva imperialista, não apenas no Médio-Oriente mas em outras regiões, nomeadamente em África e América Latina. Esse papel avança na sua formalização institucional, em particular com o novo acordo Israel-OTAN. A ambição sionista e o imperialismo são parte integrante da mesma ameaça global contra os povos de todo o mundo.

Odiario
Odiario
Entrevista com Carlos Lozano*

“O debate que há hoje nas FARC-EP não é sobre a validade ou não da luta armada”

La Silla Vacía    28.Mar.13    Outros autores

CArlos LozanoUma entrevista muito importante não apenas para a compreensão da situação actual na Colômbia, nomeadamente no que diz respeito às perspectivas dos diálogos de Havana, mas também para compreender o relacionamento histórico entre a FARC e o PC Colombiano, e a questão da luta armada no quadro da luta política pela terra e pelas liberdades democráticas.

Odiario
Odiario

A nova equipa de Obama: as esquecidas lições do Iraque

Gary Younge*    27.Mar.13    Outros autores

Gary Younge Na sua campanha antes de ser pela primeira vez candidato às eleições presidenciais, Obama manifestou-se contra a guerra no Iraque. Uma vez eleito, prosseguiu a política de Bush, e em muitos aspectos ampliou-a e tornou-a ainda mais agressiva. E vem nomeando como principais responsáveis pela política externa norte-americana vários daqueles a quem antes de ser candidato se opôs, incluindo vários dos mais notórios vira-casacas da política dos EUA.

Odiario
Odiario

A guerra do ocidente contra a África

DanGlazebrook*    26.Mar.13    Outros autores

DanGlazebrookA imagem clássica da África, difundida pela imprensa-empresa ocidental – um saco gigante, cheio até a boca de guerras infindáveis, fome, crianças abandonadas – cria a ilusão de um continente que dependeria existencialmente do que lhe dê a caridade ocidental. A verdade é exaCtamente o contrário disso. O ocidente é que depende existencialmente do que extraia da África.

Odiario
Odiario

A porta giratória*

Filipe Diniz    25.Mar.13    Colaboradores

O “maravilhoso mundo dos comentadores”, como há anos um jornal o designava, está em fase de baralhar e dar de novo. São em regra sempre os mesmos e, sobretudo, têm todos a mesma origem e partilham o mesmo leque ideológico: aquele que o sistema consente, usando a expressão de Chomsky. Todos fazem mais do que “comentar”: estão a fazer pela vida, seja qual for a escala em que se considere a questão.

Odiario