Artículos de: Febrero, 2014

Odiario

A luta da memória contra o esquecimento
Guerra “boa”, guerra “má”

John Pilger    28.Feb.14    Outros autores

“Os historiadores, tal como os jornalistas, desempenham o seu papel mais honroso quando rompem mitos”. À reescrita da história a classe dominante prefere hoje algo ainda mais radical: a elisão da história, o “eterno presente”. Porque é a longa história dos crimes do imperialismo que permite compreender as ameaças contidas na sua actual ofensiva global.

Odiario
Odiario

Abril é o futuro*

Os desencantos de hoje e respectivas frustrações nada têm a ver com o 25 de Abril. São fruto duma coligação de interesses e conjugação de factores internos e externos a jusante da essência e natureza dum sistema predador responsável pela miséria, pela fome e pela doença de milhões de seres humanos. Chama-se capitalismo. O mesmo sistema que, com a mentira, a ganância e o vírus mortal da austeridade está hoje a destruir as Liberdades e as Democracias e perigosamente a lançar as bases do recrudescimento duma extrema – direita fascista por diversos locais da Europa e do planeta.

Odiario
Odiario

União Europeia e EUA cúmplices do fascismo Ucraniano

A tragédia ucraniana não teria sido possível sem a cumplicidade da União Europeia e dos EUA.
Na sua estratégia de cerco à Rússia os governos imperialistas do Ocidente e os seus serviços de inteligência incentivaram as forças extremistas que semearam o caos na Ucrânia ocidental, abrindo a porta à onda de barbárie em curso. Foram as autodenominadas democracias ocidentais quem financiou e armou os bandos fascistas que sonham com pogroms de comunistas e exigem arrogantemente a adesão da Ucrânia à União Europeia.

Odiario
Odiario

Existem poderosos interesses no mundo a quem convém que pouco ou nada se saiba sobre a verdade dos conflitos que surgem na África negra.

Basem Tajeldine*    25.Feb.14    Outros autores

Enquanto o sangue dos povos africanos é derramado em torrente, as companhias petrolíferas e mineiras das potências imperialistas preparam-se para se apropriar das suas riquezas.

Odiario
Odiario
Nota dos Editores

Escalada Fascista na Ucrânia

Os Editores    23.Feb.14    Destaques
Odiario
Odiario

Destruir a Revolução Bolivariana, objectivo do Imperialismo

Na Venezuela a tentativa de golpe com recurso à força foi inviabilizada. O esforço para desestabilizar o país prosseguiu, mas o projecto de tomada do poder foi alterado. O governo define-o agora como «um golpe de estado suave». Uma campanha de desinformação que envolve os grandes media dos EUA e da União Europeia transmite diariamente a imagem de uma Venezuela onde a violência se tornou endémica, manifestações pacíficas seriam reprimidas, a escassez de produtos essenciais aumenta, a inflação disparou e a crise económica se aprofunda.
Esses media – incluindo os media nacionais de grande circulação - ocultam a realidade. Quem promove a violência é a extrema-direita, quem incendiou lojas da Mision Mercal que vende ao povo mercadorias a preços reduzidos, quem saqueia supermercados é essa oposição neofascista que se apresenta como “democrática». É ela que sabota a economia e organiza o açambarcamento de produtos essenciais.

Odiario