Artículos de: Noviembre, 2015

Odiario

Uma carta aberta do Conselho da Paz dos EUA
A todos os seus Amigos e Camaradas do Movimento da Paz


Um importante apelo, solidamente fundamentado política e ideologicamente, vindo do movimento da paz nos EUA. Mesmo no interior da superpotência imperialista levantam-se lúcidas vozes apelando à defesa da paz e da própria sobrevivência da humanidade.

Odiario
Odiario

Mais tropas alemãs e espanholas no Mali*

A presença imperialista e neocolonial na África subsariana amplia-se. A acção dos bandos terroristas fornece uma justificação imediata para esse processo, numa articulação tão evidente que dificilmente se poderá considerar acidental. E essa crescente presença militar não tem reflexos na diminuição da violência.

Odiario
Odiario

De Pol Pot ao ISIS: O sangue nunca secou

John Pilger    28.Nov.15    Outros autores

Quando os grandes media se esforçam por separar causas e efeitos na escalada do terrorismo jihadista, é necessário recordar mais uma vez o papel determinante das agressões imperialistas nesse processo, em diferentes locais do mundo e em diferentes condições históricas e culturais. A destruição física e nacional e os genocídios que desencadeiam geram as condições para que a barbárie surja como resposta à barbárie. E, como é sabido, o imperialismo e seus aliados não só a geram como a alimentam.

Odiario
Odiario

Electrochoques*

Filipe Diniz    28.Nov.15    Colaboradores

O embaixador dos EUA achou-se na obrigação de manifestar “preocupação” face à evolução do quadro político nacional. Juntou a voz da ingerência imperialista à dos outros reaccionários, nacionais e estrangeiros, que se têm pronunciado. Para os EUA, o lugar de Portugal deve continuar a ser o que Durão Barroso assumiu nos Açores: mais do que de peão, o lugar de lacaio. Mas o povo português não está para aí virado.

Odiario
Odiario

O mundo impenetrável de Mia Couto

Em duas notas de leitura separadas por três anos, a admiração por um “gigante da literatura” e, ao mesmo tempo, a sensação de mal-estar resultante de não ter penetrado no universo criado pela sua escrita.

Odiario
Odiario

Sangue inocente para mais sangue

Umberto Mazzei    26.Nov.15    Outros autores

Os trágicos atentados do ISIS em Paris tiveram a atenção dos media que sem duvida merecem, mas evita-se aludir aos bombardeamentos franceses na Líbia, Iraque e Síria ou à intervenção francesa no Mali e África Central. Silêncio mediático sobre o apoio militar, diplomático e financeiro do governo francês à luta armada islamita contra o governo laico da Síria e silêncio hermético sobre os grandes negócios de armamento francês com a Arabia Saudita e Qatar, reconhecidos patrocinadores do ISIS.

Odiario
Odiario

Ex-agente duplo conta como a CIA promove ‘guerras não violentas’ para implodir governos

Marco Weissheimer    25.Nov.15    Outros autores

Cuba procura normalizar as relações com os EUA. Mas conhece bem o interlocutor com que está a lidar. Esta história é uma de muitas outras possíveis: entre 2004 e 2011, o escritor e professor cubano Raúl Antonio Capote Fernández actuou, a pedido dos serviços de informações cubanos, como agente duplo infiltrado na CIA. Foi contactado muito jovem por pessoas ligadas à agência norte-americana e convidado a participar de um projecto que pretendia criar uma “oposição de novo tipo” em Cuba, capaz de, após o desaparecimento de Fidel Castro, iniciar uma “revolução suave” que acabasse por derrubar o governo de Havana.

Odiario