Artículos de: Julio, 2016

Odiario

Começa a nova etapa da luta de classes no Brasil

Edmilson Costa*    31.Jul.16    Outros autores

Edmilson Costa, uma voz atenta e semprecorajosa vem falar-nos de uma nova etapa que se abre na luta de classes no Brasil, agora que a «oligarquia financeira, os oligopólios e o agronegócio tomaram a chave do cofre.
No Brasil, diz Edmilson Costa, «o capital vem realizando uma ofensiva mundial contra os fundos públicos, salários, direitos e garantias dos trabalhadores e, para atingir seus objetivos, não hesita em restringir as liberdades democráticas, ampliar a repressão e, discretamente, incentivar grupos fascistas como uma espécie de Plano B caso a situação fuja de seu controle».
O mesmo se passa um pouco por todo o lado, apesar das especificidades locais…

Odiario
Odiario

Integração e respeito pelos imigrantes

Rui Fernandes*    30.Jul.16    Outros autores

As falhas nas políticas de integração e a falta de respeito pela situação dos milhares de imigrantes em Portugal é mais uma das muitas violações dos direitos humanos que os governos do PS e PSD com o sem o apêndice CDS, fazem diariamente.
Enchem a boca de direitos humanos, de democracia, de respeito pelas pessoas que, dizem sem corar, «não são números», mas a sua prática é de boicote a todas as iniciativas, legislativas ou da sociedade civil que tratem os imigrantes com a dignidade devida a qualquer ser humano.
Neste texto, Rui Fernandes fala-nos da discriminação feito aos imigrantes, da confusão propositado que fazem com os refugiados, do contributo dos imigrantes para o PIB português e a segurança social portuguesa e do desrespeito a que são sujeitos.

Odiario
Odiario

A reposição dos rendimentos dos trabalhadores
Da Função Pública e do Sector Privado em 2016

Eugénio Rosa    29.Jul.16    Outros autores

É tanta a ginástica que os trabalhadores têm de fazer para esticar dos salários, na sua maioria salário mínimo ou pouco mais, que a campanha da direita de, pouco a pouco, vai colando a ideia que nada ou pouco mudou.
Mas o tiro de partida para o começo das movimentações para a composição das listas para as eleições autárquicas já foi disparado e com essa agitação inicia-se um novo o ciclo político que vai situar Passos Coelho no lugar donde nunca devia ter saído… Para sossego do país e regresso ao lugar donde nunca devia ter saído…

Odiario
Odiario

Haiti: “A partir de hoje somos todos negros”

Eduardo Grüner *    28.Jul.16    Outros autores

Os haitianos ainda hoje pagam caro o atrevimento de em 1804 terem aprovado a mais radical e igualitária das Constituições do século XIX.
Eduardo Grüner ensina-nos que os haitianos não se limitaram a construir a 1ª República independente negra do mundo, mas também descobriram que eles estavam excluídos da «totalidade» da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão que haviam recebido com alvoroçada e vã esperança.
E para isso, logo no seu artº 14º a Constituição haitiana de 1804 define a totalidade, agora a partir da parte que havia sido excluída (eles), e prescreve:
«Todas as distinções de cor necessariamente desaparecerão entre os filhos de uma e a mesma família, onde o Chefe de Estado é o pai; todos os cidadãos haitianos, de aqui em diante, serão conhecidos pela denominação genérica de negros», denominação que não excluía brancos nem mulheres…

Odiario
Odiario

Brexit - Porque é que os eleitores
Ignoram os especialistas?

Pisani-Ferry*    27.Jul.16    Outros autores

Mesmo os epígonos do sistema do capital, como é o caso de Jean Pisani-Ferry, têm dificuldade em esconder a frustração que a União Europeia e outras estruturas de domínio do capital monopolista provocam nos cidadãos.
Neste texto, o autor procura explicar aos propagandistas que transbordam nos meios de comunicação disfarçados de jornalistas, comentadores, peritos e especialistas, como agir para alterar o sentimento reinante em «um número significativo de cidadãos que se tornou hostil aos especialistas».

Odiario
Odiario

Guerra do Iraque: a boa fé e a fé imperfeita

Mauro Luis Iasi*    26.Jul.16    Outros autores

A noticia e a repercussão do relatório Chilcot nos fornecem um rico material para que possamos entender como a ideologia opera hoje.

Odiario
Odiario

Inaceitável a forma como tem sido tratada a Caixa Geral de Depósitos (CGD)

Eugénio Rosa*    26.Jul.16    Outros autores

Não é preciso ser perito para, depois de ler este texto de Eugénio Rosa, perceber a gravidade da situação da banca em Portugal, nomeadamente da Caixa Geral dos Depósitos.
Se é hoje evidente que o rebentar da crise estrutural do sistema do capital em 2007 e a inerente ao sistema capitalista lei tendencial de diminuição da taxa de lucro levaram o capital a intensificar a especulação e a financeirização da economia, agravaram e aceleraram o desenvolvimento dessa mesma crise, é injustificável a forma irresponsável e negligente como o PS e PSD negociaram administrações e impuseram, às cúmplices administrações, empréstimos que se revelaram créditos malparados, compra de ativos ruinosos e tudo o mais que se sabe e o que ainda se ignora…
É por isso que, pactuar com a situação, seja em nome do que for, é cumplicidade com uma política desastrosa que é cada vez mais um caso de polícia.

Odiario