Artículos de: Agosto, 2017

Odiario

Uma semana de opiniões

Filipe Diniz    18.Ago.17    Colaboradores

Numa era em que o parajornalismo (ver o diário.info de 14 de agosto passado) se acotovela com o paramilitarismo para ver qual destas especialidades de terrorismo ganha mais indulgências do capital monopolista, e em que se tornou norma «…os factos objetivos te(m)rem menos influência na formação de opinião publica do que os apelos emocionais…» (da definição de pós-verdade segundo o dicionário de Oxford introdução em 2016), quem se pode espantar que o Le Monde em França ou o Público e o Diário de Notícias em Portugal, tenham tiragens idênticas às da imprensa clandestina nos seus países há 70 ou 80 anos?
Talvez tenham mais do que merecem…

Odiario
Odiario

Capitalismo opiómano*

António Santos    17.Ago.17    Outros autores

Os EUA atravessam a pior epidemia de toxicodependência da sua história, onde 170 pessoas morrem diariamente de overdose. Uma estatística lúgubre que aumentou 400 por cento desde 1999, 800 por cento em estados como o Ohio, 1500 por cento em cidades pobres como Huntington, na Virgínia Ocidental, onde um em cada dez bebés já nasce toxicodependente. A droga responsável pela nova tragédia não atravessa clandestinamente a fronteira com o México. É receitada em consultórios médicos e comprada legalmente nas farmácias.

Odiario
Odiario
Declaração do Comité Central do KKE

O 100º aniversário da Grande Revolução Socialista de Outubro

O centenário da Grande Revolução Socialista de Outubro deve ser encarado também como uma oportunidade para o aprofundamento da reflexão e do debate entre comunistas. Independentemente de se subscrever ou não a totalidade de opiniões e conclusões nele expressas, esta declaração do KKE é certamente um valioso contributo nesse sentido. Dada a extensão do documento, na versão que publicamos foram omitidos os aspectos em que o CC do KKE se refere especificamente à acção no seu próprio pais.

Odiario
Odiario

Polícia americana militarizada made in Israel?

Philip Giraldi    15.Ago.17    Outros autores

São cada vez mais frequentes os casos de comportamento brutal incluindo assassínios a sangue-frio por parte da polícia dos EUA. Forças policiais tendencialmente militarizadas no comportamento e no tipo de equipamento, agindo como uma tropa de ocupação. E o fenómeno torna-se mais compreensível se se tiver em conta o crescente envolvimento dos serviços de segurança israelitas na sua formação.

Odiario
Odiario

Como não dar uma notícia: os parajornalistas espanhóis e a Venezuela

Este artigo analisa o comportamento de boa parte dos jornalistas espanhóis em relação à Venezuela. Mas o que descreve aplicar-se-ia sem dificuldade a Portugal. Pode dizer-se que grandes meios de comunicação social deixaram de pretender noticiar e muito menos de informar. São peças de uma engrenagem de manipulação global. Olhá-los criticamente e denunciar o papel que assumem é hoje uma frente central de combate.

Odiario
Odiario

Capital fictício, cidade fictícia*

Filipe Diniz    13.Ago.17    Colaboradores

A actual crise geral do capitalismo tem como uma das suas componentes o colapso de diversas bolhas imobiliárias e da engrenagem do crédito hipotecário a elas associado. O capital financeiro encontrara nesse sistema formas de exponenciar lucros a taxas muito superiores às possíveis na economia real. Economia especulativa, espaço privilegiado de circulação de capital fictício, converte os lugares materiais em que toca a habitação e a cidade em simulacros igualmente à beira do colapso.

Odiario
Odiario

Reforma e aposentação antecipada sem penalizações: o governo dá o dito por não dito

Eugénio Rosa    12.Ago.17    Outros autores

O governo PS fez inúmeras promessas e declarações publicas de que iria alterar o regime de reforma e aposentação antecipada por ser injusto e fortemente penalizador para os trabalhadores - duplamente penalizados pela aplicação do factor de sustentabilidade e pelo corte de 6% na pensão por cada ano que falte ao trabalhador para ter 66 anos e 3 meses. Entretanto, apesar de todas as promessas feitas, o governo “dá o dito por não dito”. Apresentou na concertação social um projecto de decreto-lei sobre a reforma e aposentação antecipada que mantém os regimes de reforma e aposentação antecipada que estão em vigor e que foram aprovados pelo governo PSD/CDS e pela “troika”.

Odiario