Autor: “Carlos Lopes Pereira”

Odiario

China e África estreitam relações*

As peças do complexo xadrez geoestratégico mundial continuam em movimento. A notícia do estabelecimento de uma base de apoio do Exército de Libertação Popular chinês no Djibuti é decerto um elemento muito relevante nesses termos.

Odiario
Odiario

Mais tropas no Sahel

A presença militar das antigas potências coloniais e dos EUA em África vem sendo complementada com forças africanas que integram o mesmo dispositivo genérico. A UE informou que «ajudará» uma força conjunta integrada por tropas da Mauritânia, Mali, Chade, Burkina Faso e Níger, mas não esclareceu qual o papel da monarquia saudita – a par de Israel, a grande aliada no Médio Oriente do imperialismo norte-americano – no treino e armamento dessa nova força militar.

Odiario
Odiario

Aumenta a pirataria nos mares africanos

Carlos Lopes Pereira    16.May.17    Colaboradores

A pirataria está a aumentar no Golfo da Guiné, no Atlântico, e no Corno de África, no Índico, em regiões flageladas por guerras e fomes. A ironia é que hoje sejam os EUA, a grande potência imperialista, quem pretende «ajudar» os africanos na luta contra a pirataria. A mesma potência que, sobretudo desde a II Guerra Mundial, é responsável pelos maiores actos de pirataria em África e em todo o mundo.

Odiario
Odiario

MPLA mobilizado para novas vitórias

É já num ambiente de normalidade e de cumprimento de calendário eleitoral que o Estado angolano prepara a próxima eleição presidencial. O MPLA iniciou já a sua campanha eleitoral para a quarta eleição presidencial do país, a primeira a que não concorre José Eduardo dos Santos.

Odiario
Odiario

Diálogo para a paz entre moçambicanos*

Carlos Lopes Pereira    17.Feb.17    Colaboradores

Uma trégua abriu caminho para negociações de paz em Moçambique. Boa notícia, com todas as reservas que o facto de um dos interlocutores ser a Renamo justificam. Responsável pela guerra civil em Moçambique entre 1976 e 1992, a Renamo contesta os resultados das eleições gerais de 2014, ganhas pela Frelimo. Fez exigências que representariam uma violação da lei e uma fractura territorial, e desencadeou acções armadas no centro do país ao mesmo tempo que mantém representantes no parlamento, nos governos provinciais e em outras instituições estatais.

Odiario
Odiario

O legado neocolonial de Hollande em África*

Carlos Lopes Pereira    23.Ene.17    Colaboradores

Com diferenças de escala, há um paralelo entre Hollande e Obama. Ambos foram eleitos na base da promessa de políticas diferentes das dos seus antecessores, Sarkozy e Bush. E ambos prosseguiram e até agravaram as políticas que diziam combater. A participação do “socialista” Hollande na destruição da Líbia e na ocupação militar de outros países africanos é um dos traços da opção imperialista do mais impopular dos presidentes franceses.

Odiario
Odiario

Kabila e oposição chegaram a acordo*

Carlos Lopes Pereira    10.Ene.17    Colaboradores

A República Democrática do Congo tem uma história conturbada. Assassínios de dirigentes – a começar por Patrice Lumumba, o herói africano e da independência, em 1960 –, intervenções militares estrangeiras, secessões, guerras civis, golpes de estado, governos ditatoriais apoiados pelo imperialismo norte-americano, conflitos fronteiriços, ingerências em países vizinhos. No presente, a aprovação de um acordo entre o presidente cessante e a oposição é um raro passo de atenuação de tensões. Logo se verá se é concretizado.

Odiario