Autor: “Carlos Lopes Pereira ”

Odiario

MPLA mobilizado para novas vitórias

É já num ambiente de normalidade e de cumprimento de calendário eleitoral que o Estado angolano prepara a próxima eleição presidencial. O MPLA iniciou já a sua campanha eleitoral para a quarta eleição presidencial do país, a primeira a que não concorre José Eduardo dos Santos.

Odiario
Odiario

Diálogo para a paz entre moçambicanos*

Carlos Lopes Pereira    17.Feb.17    Colaboradores

Uma trégua abriu caminho para negociações de paz em Moçambique. Boa notícia, com todas as reservas que o facto de um dos interlocutores ser a Renamo justificam. Responsável pela guerra civil em Moçambique entre 1976 e 1992, a Renamo contesta os resultados das eleições gerais de 2014, ganhas pela Frelimo. Fez exigências que representariam uma violação da lei e uma fractura territorial, e desencadeou acções armadas no centro do país ao mesmo tempo que mantém representantes no parlamento, nos governos provinciais e em outras instituições estatais.

Odiario
Odiario

O legado neocolonial de Hollande em África*

Carlos Lopes Pereira    23.Ene.17    Colaboradores

Com diferenças de escala, há um paralelo entre Hollande e Obama. Ambos foram eleitos na base da promessa de políticas diferentes das dos seus antecessores, Sarkozy e Bush. E ambos prosseguiram e até agravaram as políticas que diziam combater. A participação do “socialista” Hollande na destruição da Líbia e na ocupação militar de outros países africanos é um dos traços da opção imperialista do mais impopular dos presidentes franceses.

Odiario
Odiario

Kabila e oposição chegaram a acordo*

Carlos Lopes Pereira    10.Ene.17    Colaboradores

A República Democrática do Congo tem uma história conturbada. Assassínios de dirigentes – a começar por Patrice Lumumba, o herói africano e da independência, em 1960 –, intervenções militares estrangeiras, secessões, guerras civis, golpes de estado, governos ditatoriais apoiados pelo imperialismo norte-americano, conflitos fronteiriços, ingerências em países vizinhos. No presente, a aprovação de um acordo entre o presidente cessante e a oposição é um raro passo de atenuação de tensões. Logo se verá se é concretizado.

Odiario
Odiario

África combatente homenageia Fidel*

Carlos Lopes Pereira    18.Dic.16    Colaboradores

As homenagens que em diversos países africanos foram prestadas a Fidel são parte do testemunho do reconhecimento dos povos de todo o mundo ao grande revolucionário. São também testemunho da força do exemplar internacionalismo da Revolução cubana.

Odiario
Odiario

Cabo Verde de uma só cor*

O MpD ( de «centro-direita») depois de ter vencido as eleições legislativas em Março, e as locais em Setembro detém doravante a maioria absoluta no parlamento cabo-verdiano, formou o seu governo, conquistou a liderança na maior parte dos municípios e conta na chefia do Estado com um correligionário. O país está politicamente de uma cor só. Esta concentração dos poderes legislativo, executivo, presidencial e local numa única força política é desafiante para Cabo Verde. E é um desafio tanto para o MpD, que emerge como partido dominante, como para o PAICV, agora na oposição.

Odiario
Odiario

Líbia mais dividida na guerra do petróleo*

A Líbia está cada vez mais dividida e ingovernável. Alastra a guerra entre facções rivais pelo controlo do petróleo. Aumenta a ingerência estrangeira. Aviões norte-americanos bombardeiam há dois meses Sirte. A Itália vai mandar militares para o terreno. Pela primeira vez são enviados militares para o terreno em missão permanente, juntando-se às forças especiais dos EUA, Grã-Bretanha e França que operam na Líbia em acções encobertas.

Odiario