Autor: “Julio C. Gambina*”

Odiario

Argentina: Títulos de dívida pública a 100 anos

Julio C. Gambina*    01.Jul.17    Colaboradores

Na Argentina o governo Macri procura desenvolver o seu caminho de retrocesso num quadro social e político complexo marcado pela perspectiva de eleições parlamentares. Enquanto as forças da burguesia disputam entre si – em ambiente de crise - quem estará em melhores condições de tornar governável o capitalismo no país, a incerta alternativa popular dificilmente encontrará a curto ou médio prazo condições para enfrentar as dificuldades que aí vêm.

Odiario
Odiario

Como não pode domesticar a burguesia
Macri procura disciplinar os trabalhadores

Julio C. Gambina*    24.Feb.16    Colaboradores

A vitória de Macri nas últimas eleições trouxe já a tentativa de domesticar o movimento operário, o movimento sindical e o movimento de moradores e outras estruturas populares, muitas criadas como resposta ao “curralito” no final de 2001.
E o problema dos trabalhadores é como encontrar e derrotar os propósitos da classe dominante e as medidas do governo e «não cair na inevitabilidade de um ajustamento social para combater a inflação. O custo pode transferir-se para os sectores de maiores rendimentos, o que implica lutar por reformas progressivas do regime tributário e, claro, discutir o modelo produtivo e de desenvolvimento, os seus beneficiários e o tipo de inserção internacional que privilegie a satisfação das necessidades sociais em vez dos lucros.»

Odiario
Odiario

A dívida argentina e o debate internacional

Julio C. Gambina*    20.Mar.15    Outros autores

O clamor que se levanta é pela investigação e auditoria da dívida pública, na Argentina e no mundo. A questão da dívida pública adquiriu carácter global, afecta as relações globais e a economia mundial. A investigação impõe ao mesmo tempo suspender os pagamentos e repensar a forma de agir em relação à dívida. É uma conclusão que vai para além das pressões dos abutres, dos especuladores de todo tipo e dos poderes judiciais locais e externos. É um tema de soberania popular.

Odiario
Odiario

Acordos com o FMI e Banco Mundial

Julio C. Gambina*    13.Dic.13    Colaboradores

A Argentina reuniu recentemente com o FMI, o Banco Mundial e o G20. Dos acordos estabelecidos fica claro que a Argentina está a cumprir os deveres acordados com o FMI. O que não deve ser esquecido é que a dependência e a associação ao “Consenso de Washington”, através da dívida pública, continuam latentes nos problemas estruturais da Argentina.

Odiario
Odiario

Francisco I vem disputar o consenso social

Julio C. Gambina*    17.Mar.13    Colaboradores

Há 40 anos que o neoliberalismo se ensaiou nos nossos territórios com as ditaduras e o terrorismo de Estado, para depois se estender por toda a orbe. A Igreja na Argentina, salvo honrosas e escassas excepções, acompanhou a genocida ditadura nesse parto neoliberal, ainda que agora falem de pobreza e de ética.

Odiario
Odiario

O G20 em Paris: A crise dos alimentos

Julio C. Gambina*    27.Feb.11    Colaboradores

Julio Gambina“O objectivo do G20 continua a ser a crise da economia capitalista mundial, numa semana em que o Banco Central de Portugal anunciou a recaída em recessão daquele país, e quando o Banco Mundial ratifica o menor crescimento da economia mundial . Não há recessão, mas desaceleração . Por isso as preocupações continuam concentradas em «nivelar os desequilíbrios comerciais globais», em chamar a atenção para as elevadas dívidas dos países capitalistas desenvolvidos» e o «auge dos preços dos produtos agrícolas». “

Odiario
Odiario

A crise entre Davos e o Egipto

Julio C. Gambina*    21.Feb.11    Colaboradores

Julio Gambina“Dívida, capitalismo e crise são três categorias para explicar a política do poder mundial, do percurso contemporâneo do capitalismo actual. A consigna do não pagamento da dívida toma novo significado para os povos do mundo, contra o regime do capital e a sua chantagem do endividamento, ontem contra o sul do mundo e hoje no norte.”

Odiario