Autor: “Manlio Dinucci ”

Odiario

A NATO «não obsoleta» prepara-se para outras guerras

Manlio Dinucci    03.Mar.17    Outros autores

Numa das suas tiradas eleitorais, Trump classificou a NATO de «obsoleta». Mas a sua administração já arrepiou caminho. Como poderia ser obsoleta para a maior potência imperialista uma aliança militar que nos últimos 20 anos incorporou todos os países do extinto Pacto de Varsóvia, 3 repúblicas da desaparecida URSS e outras 3 da ex. Jugoslávia, e promove uma concentração de forças e meios no leste da Europa e no Médio Oriente que cria condições para uma colossal tragédia?

Odiario
Odiario

O presidente “bom” e o presidente “mau”

Manlio Dinucci    21.Feb.17    Outros autores

Com as manifestações realizadas a 21 de Janeiro, muitos cidadãos de diversos países aceitaram comportar-se como seguidores e instrumentos de uma das facções em confronto nos EUA. Entre o beatificado Obama e o demonizado Trump, a escolha a fazer não é entre nenhum deles. É a escolha pela soberania nacional, pela paz, pelo direito de cada povo decidir do seu próprio destino, liberto da ingerência e da pressão dos EUA, da NATO, do imperialismo em geral.

Odiario
Odiario

O Ocidente reescreve o passado

Manlio Dinucci    13.Ene.17    Outros autores

«O “Ministério da Verdade” de Orwell não se referia à URSS. Vaticinava a cobertura que dão os media burgueses ao atentado de Berlim e às guerras contra a Líbia e a Síria. Nestes, a actualidade divide-se em sequências curtas completamente desconectadas entre si, para que os factos resultem incompreensíveis, dando assim aos governantes a mais ampla margem para esconder os seus crimes.»

Odiario
Odiario

O “Não” cidadão à reforma belicista da Constituição de Itália

Manlio Dinucci    11.Dic.16    Outros autores

As propostas anti-constitucionais de Matteo Renzi foram amplamente derrotadas e arrastaram a sua demissão de primeiro-ministro. Mas os objectivos destas reformas não eram apenas do governo. Eram de toda a classe dominante, e a suas repercussões em política interna são inseparáveis das de política externa. Contra o artigo 11º, cujo “repúdio da guerra” é violado pela integração italiana na escalada de guerra dos EUA e da NATO.

Odiario
Odiario

Como dizer “Não” às armas nucleares

Manlio Dinucci    17.Nov.16    Outros autores

A Itália é subscritora do Tratado de Não proliferação de armas nucleares. O seu actual primeiro-ministro afirmava-se comprometido com o desarmamento nuclear. Mas a Itália vota ao lado dos EUA contra uma resolução na ONU propondo negociar, em 2017, um processo vinculativo visando a eliminação total desse armamento. E não só permite que os EUA tenham armas nucleares em território italiano como aceita que as reforcem com novas bombas no quadro da escalada militar que tem a Rússia como alvo.

Odiario
Odiario

Itália, base e trampolim dos EUA em direcção a África

Manlio Dinucci    15.Oct.16    Outros autores

Existe na Itália, desde o final da II Guerra, um conjunto de importantes bases militares dos EUA. Daí vêm sendo lançadas operações da ofensiva no Médio Oriente e em África, tal como antes sucedeu em relação aos balcãs. Acompanhados pela França – cuja posição geográfica a dispensa de utilizar solo alheio – os EUA empreendem a partir daí as missões de ocupação e recolonização actualmente em curso.

Odiario
Odiario

Luz verde para a bomba

Manlio Dinucci    26.Sep.16    Outros autores

A escalada dos EUA em direcção à guerra prossegue e acelera, com a decisão de avançar com o fabrico de novas armas nucleares, boa parte das quais a instalar na Europa. Cada uma dessas bombas terá uma potência média 4 vezes superior à da que arrasou Hiroxima. Mais do que uma modernização das suas antecessoras, representam uma nova arma, que torna mais provável o início de um ataque nuclear. A principal potência imperialista pretende encurralar a humanidade inteira entre a servidão e a aniquilação.

Odiario