Autor: “Miguel Urbano Rodrigues”

Odiario

Tchinguiz Aitmatov e «O Lugar da Caveira»

Publicamos hoje dois textos que Miguel Urbano enviara há menos de uma semana. São notas de leitura de obras de André Gide e de Chinguiz Aitmatov. Como em tudo o que escrevia, essas notas são um pretexto para ir mais longe. Uma das mais notáveis qualidades que possuía, e que o distinguia como marxista, era a profunda compreensão do carácter histórico das coisas humanas. E de descortinar em todas elas o movimento da história.

Odiario
Odiario

A sinfonia pastoral de Gide

Publicamos hoje dois textos que Miguel Urbano enviara há menos de uma semana. São notas de leitura de obras de André Gide e de Chinguiz Aitmatov. Como em tudo o que escrevia, essas notas são um pretexto para ir mais longe. Uma das mais notáveis qualidades que possuía, e que o distinguia como marxista, era a profunda compreensão do carácter histórico das coisas humanas. E de descortinar em todas elas o movimento da história.

Odiario
Odiario

Orphan Pamuk e as duas Turquias

O primeiro livro de Orhan Pamuk, escrito aos 30 anos, é simultaneamente uma etapa na aprendizagem do ofício de escrever, uma ambiciosa reflexão sobre o povo turco, objecto e sujeito de mudanças revolucionárias, e uma meditação sobre a aventura humana. Anuncia o grande escritor que veio a ser, o mais universal dos escritores turcos.

Odiario
Odiario

De Alexei Tolstoi a Zamiatin

Da leitura decepcionada de um livro de Alexei Tolstoi à descoberta de um notável escritor de ficção científica: Evgeni Zamiatin. Um autor desconhecido entre nós cuja obra há muito merece tradução portuguesa.

Odiario
Odiario

Encontros que a memória guarda* - Um livro do Embaixador Alfredo Duarte Costa

Quando do falecimento de Fidel Castro, odiario.info publicou um belo texto do ex. embaixador de Portugal em Cuba, Alfredo Duarte Costa sobre a figura do grande revolucionário. Socialista de esquerda, é um homem de carácter, intelectualmente íntegro, condição que lhe permite compreender, admirar, e construir fortes relações de entendimento e amizade com homens e mulheres cujas trajectórias pessoais e opções políticas e ideológicas são divergentes das suas. O livro agora publicado é disso testemunho.

Odiario
Odiario

A guerra Afegã forjada por Svetlana Alexievich

A editora Elsinor promove o livro “Rapazes de Zinco, A geração Soviética Caída na Guerra do Afeganistão” afirmando que é um livro que «oferece uma visão única e poderosa da realidade da Guerra do Afeganistão». Mas o que efectivamente oferece é deturpação histórica e reaccionarismo anti-soviético.

Odiario
Odiario

Atualidade de Mariategui

José Carlos Mariategui, fundador do Partido Comunista Peruano, é saudado como o introdutor do marxismo na América Latina. Não pode afirmar-se, com justeza, que o seu marxismo fosse inteiramente fiel à base filosófica do materialismo histórico. Mas essa limitação não afecta minimamente a grandeza e o significado da sua obra

Odiario