Quem Somos

O caos que assinala o início do século XXI é inseparável da crise estrutural do capitalismo que, incapaz de encontrar soluções para os problemas por ele criados, entrou numa fase de desespero, caracterizada por uma agressividade permanente.

A crise económica prolonga-se e aprofunda-se a nível global, com extremada concentração do capital e exploração do trabalho, e a irreversível delapidação de recursos e do capital natural. As guerras chamadas «preventivas» sucedem-se, qual delas mais irracional. Após a invasão e ocupação do Afeganistão, o imperialismo transformou o Iraque num cenário de horrores. Nessa escalada de violência coube a Israel, aliado incondicional e instrumento das forças mais obscurantistas dos EUA, desencadear contra o povo do Líbano uma agressão genocida que, pela barbárie dos bombardeamentos de cidades e aldeias indefesas, avivou a memoria de crimes contra a humanidade cometidos pelo III Reich nazi.

O controle hegemónico exercido pelo imperialismo sobre o sistema mediático, neste tempo de informação instantânea e de difusão planetária, funciona como complemento dessa estratégia de loucura que tem o seu pólo mais proeminente em Washington. No tocante ao Médio Oriente, a deformação dos acontecimentos atingiu tal nível de perversidade que os audiovisuais e os grandes jornais do mundo capitalista trataram de apresentar o agressor, o Estado sionista de Israel, como vitima em luta desesperada pela sobrevivência, e as vitimas reais, os povos do Líbano e da Palestina, como actores de uma mirifica conspiração terrorista contra o Ocidente civilizado e democrático.

É neste contexto de perfídia desinformativa que odiario.info surge e toma lugar na trincheira dos que procuram fazer da reflexão serena e lúcida a arma utilizada no combate em busca da verdade possível, e pela compreensão da tragédia que ameaça a humanidade para que ilumine os caminhos de saída desta crise.

Somos um sítio web português, mas simultaneamente aberto ao mundo, consciente de que a concretização das aspirações sintetizadas no lema «outro mundo é possível» passará inevitavelmente pelo reforço do internacionalismo, um internacionalismo actuante, humanista e solidário. Essa opção é, alias, a do núcleo de colaboradores especiais que nos apoiam, quase todos intelectuais revolucionários e personalidades de prestígio internacional.

odiario.info tudo fará para traduzir na sua linha editorial a experiência que os seus editores adquiriram no sítio web resistir.info, onde exerceram responsabilidades durante três anos. Voltado para o debate de ideias, odiarioinfo publicará em media sete ou oito textos cada semana, seleccionados de modo a permitir aos leitores uma reflexão actualizada sobre problemas que na Europa, nos EUA, na América Latina, na Ásia e na Africa condicionam a evolução da historia em movimento.

Acreditamos que é possível transmitir mensagens de exigente conteúdo ideológico usando uma linguagem acessível a qualquer cidadão. Não sendo perfeccionistas, o leque dos estilos será o mais amplo possível, mas com recusa de exercícios de futurologia e de artigos especulativos.

A relação complexa entre um órgão de comunicação social - em formato digital ou impresso - e o seu público adquire um significado profundo quando os leitores se identificam com a visão do movimento da história e das grandes lutas da humanidade por ele transmitida.

odiario.info espera que os leitores o sintam seu.

Os Editores:
Filipe Diniz
José Paulo Gascão
Miguel Urbano Rodrigues
Rui Namorado Rosa