Artículos de: Diciembre, 2011

Odiario

Activos dos fundos de pensões dos bancários desaparecem na transferência para o Estado

Eugénio Rosa    25.Dic.11    Outros autores

Os media procuram apresentar Vítor Gaspar como um técnico competente. Mas na sua actuação sucedem-se provas de que, se o é, não é de certeza em defesa do interesse público. O caso da transferência dos fundos de pensões da banca revela com clareza que nem o interesse público (o da Segurança Social e o dos contribuintes) nem os interesses dos reformados da banca foram devidamente acautelados pelo Ministério das Finanças.

Odiario
Odiario

A Democracia na América…

Vaz de Carvalho    24.Dic.11    Outros autores

Já aqui dissemos que o neoliberalismo era, do ponto de vista teórico, escolástica, do ponto de vista político, neofascismo. A dita “economia de mercado”, derivando para o neoliberalismo, tornou-se incompatível com a democracia burguesa e constitui uma forma de impor paulatinamente, por via dita “reformista”, vivências fascistas. A escalada securitária e repressiva nos EUA, que acelerou com o “Patriot Act”, vem tornando a maior potência imperialista um estado anti-democrático inspirado em concepções fascizantes.

Odiario
Odiario
Nota dos Editores

Iraque, uma Guerra
Imperial perdida

Os Editores    23.Dic.11    Editores
Odiario
Odiario

Carlos de Oliveira, Literatura e testemunho:
Refazer o mundo na oficina*

Manuel Gusmão    23.Dic.11    Outros autores

 Manuel GusmãoCarlos de Oliveira é um dos grandes escritores portugueses do séc. XX. E quando fala do lado social e do outro da sua obra, que vêm dos anos vividos na Gândara, entendemos que a sua consciência social e a sua postura ética e ideológica ficaram indelevelmente marcadas por essa pobreza dos camponeses, por essa mortalidade infantil enorme, por essa imigração espantosa e por esse mundo quase lunar de tão desolado, e se exprimiram na orientação social da sua obra, na escolha que ela faz do seu campo social e, também, da sua consciência profissional, nas características formais da sua oficina: trabalho de rigor, enxuto, labor demorado para obter a brevidade, a depuração e o despojamento.

Odiario
Odiario

Três horas na Europa

Correia da Fonseca    22.Dic.11    Colaboradores

Correia da FonsecaHá uma outra Europa: a do secular humanismo, a que em Paris ofereceu ao mundo uma trilogia libertadora e o primeiro código de direitos humanos, a Europa das insurreições contra todas as tiranias, a Europa dos povos. Mas a que surge nos noticiários é a falsa Europa comandada pelos executivos do capitalismo transnacional, especulativo e agiota.

Odiario
Odiario

Cimeira do Euro: os mercados financeiros, imperturbáveis

Michael R. Krätke*    21.Dic.11    Outros autores

A táctica de Merkel & companhia conseguiu até ao momento um único resultado: que os títulos de tesouro dos estados dos países da zona euro se converteram hoje praticamente sem excepção em títulos especulativos. Os especuladores profissionais enriquecem e continuam a enriquecer graças à prolongada crise da dívida que lhes enche os bolsos.

Odiario
Odiario

Algumas breves notas acerca do desenvolvimento e utilização das Armas Nucleres, Robôs militares e Guerra Cibernética

Neste artigo faz-se uma breve referência ao esforço financeiro que representa hoje a manutenção das despesas militares a níveis iguais ou superiores ao verificado no período da chamada “guerra fria”. Assinala-se a importância crescente da investigação científica e tecnológica com fins militares. Refere-se o surgimento da ciberguerra e as suas motivações. Descreve-se a situação actual no que toca ao desenvolvimento e utilização da arma nuclear. Apresenta-se a evolução no campo da robótica militar, as consequências perversas da sua utilização em teatros de guerra ou para localizar e abater alvos humanos seleccionados. Apontam-se as armas ditas “não-letais” como instrumento de repressão de “acções de perturbação da ordem pública”.

Odiario