Artículos de: Abril, 2014

Odiario
Entrevista com Jorge Zabalza, histórico ex dirigente Tupamaro do Uruguai

“Se a Frente Ampla com Mujica já está à direita, o que vem agora com Tabaré vai ser pior”.

No Uruguai, como em outros lados, governantes com um discurso de esquerda governam à direita. E, como diz Zabalza, “o que realmente determina na América Latina é o tema do imperialismo”. Num quadro de intensificação da ofensiva imperialista contra os processos progressistas ali em curso, parte determinante da definição da correlação de forças está nos povos destes países. Porque estes governos já se sabe para que lado cairão.

Odiario
Odiario

NATO treina terroristas para desestabilizar a Ucrânia

Acumulam-se os indícios de que a ingerência imperialista na Ucrânia se apoia crescentemente na utilização de mercenários contratados a empresas privadas de segurança, como a Greystone Ltd. As tarefas de que estão incumbidos não são de segurança, mas de preparar uma escalada de desestabilização e terrorismo.

Odiario
Odiario

El Salvador: De fantasmas a pactos de nação e vice-versa

Joel Arriola    21.Abr.14    Outros autores

A situação política pós-eleitoral em El Salvador é equívoca. Sob a designação de “pacto de nação” é aberta a porta a que os sectores oligárquicos mais retrógrados mantenham o seu poder e participem de forma determinante na “governabilidade” do país.

Odiario
Odiario

Stedile: “o neodesenvolvimentismo chegou ao seu limite”

João Pedro Stédile não hesita em dizer: “Perdeu-se a oportunidade histórica de fazer a chamada reforma agrária clássica no Brasil.” Para ele, o importante agora é a luta resultante da aliança entre os trabalhadores do campo e os da cidade - os que farão a reforma agrária popular.

Odiario
Odiario

O trunfo de «Marianne»
Março de 2014, 70.o aniversário do programa do CNR

Um texto que fala da situação em França e da necessidade de uma perspectiva popular e combativa para a superar. Mas é necessário deixar claro que odiario.info não se revê em apelos ao boicote eleitoral como os que este texto veicula. Nas próximas eleições europeias nenhum voto democrático e progressista deve alhear-se do que nesse dia é indispensável afirmar: a rejeição e condenação das troikas nacional e estrangeira e das suas políticas de desastre nacional.

Odiario
Odiario
Sobre “A Via Chinesa”, de Michel Aglietta e Guo Bai

Que modelo económico para a China?

Uma importante reflexão sobre a complexa realidade económica, social e política da República Popular da China. Realidade que, se abordada com seriedade (ou seja, fundamentalmente segundo os critérios do marxismo), terá de excluir tanto preconceitos, estereótipos e esquematismos como os conselhos dos que gostariam de a ver dominada pelos oligopólios internacionais.

Odiario