Artículos de: 2 Junio 2015

Odiario

A repartição da riqueza entre o trabalho e o capital em Portugal

Eugénio Rosa    02.Jun.15    Outros autores

No período 2010-2014 a riqueza criada diminuiu 4,5%, enquanto o valor das remunerações baixou em 10%. Como consequência a parcela de riqueza criada no país que reverte para os trabalhadores diminuiu de 53,6% para 50,5%. Para o Capital registou-se no mesmo período
uma tendência inversa: o Excedente Bruto de Exploração aumentou 5,8%, passando de 46,9% para 49,6% do valor do VAB (valor Acrescentado Bruto).
No período 2010-2012 o valor dos “Ordenados e salários” sofreu uma diminuição de 11,3%. A parcela da riqueza criada que reverteu para os trabalhadores diminuiu de 41,9% para 39,9%. Fica claro que foram principalmente os trabalhadores os mais sacrificados com a crise e a politica de austeridade imposta pela “troika” e pelo governo PSD/CDS, já que o Capital até viu aumentar a parcela da riqueza criada no país que reverte para ele.

Odiario