Artículos de: Diciembre, 2017

Odiario

Decifra-me ou te devoro: reflexões sobre a crise actual e as tarefas da esquerda revolucionária no Brasil

Edmilson Costa*    30.Dic.17    Outros autores

Para o PCB, «duas principais tarefas se impõem para as forças revolucionárias e classistas: a) reorganização da esquerda, construção de um campo que construa um programa mínimo unitário para a nossa classe e que enfrente a política de conciliação derrotada ideologicamente no ciclo anterior mas ainda com forte presença nos aparatos de classe; b) reorganização do movimento operário e popular, a partir das bases, com a retomada dos sindicatos para o campo classista, das entidades estudantis para o campo da luta, intensificação do trabalho de organização nos bairros a partir de suas reivindicações específicas dos moradores, além de dar um novo sentido às suas associações e entidades representativas.»

Odiario
Odiario

Marcelo não é a personalidade do ano

Pedro Tadeu    29.Dic.17    Outros autores

Pedro TadeuO paternalismo institucional de sabor monárquico com que o actual Presidente da República entende as suas funções estende-se muito para lá da acção governativa. Através de uma omnipresença sufocante nas televisões e nos jornais, retira ao governo, ao Parlamento e, até, aos tribunais a oportunidade de as acções destes outros órgãos de soberania serem assimiladas, analisadas e avaliadas, serenamente, pela opinião pública.

Odiario
Odiario

América Latina: o pêndulo desloca-se para a direita

James Petras    27.Dic.17    Colaboradores

Um importante ponto de situação da evolução política na América Latina. Obviamente controverso, como seria inevitável face a um conjunto tão complexo de processos, tendências, comportamentos das classes em confronto e sua expressão no plano social e político, activa intervenção e ingerência imperialista. Um interessante confronto, também, com a entrevista da embaixadora Claudia Salerno Caldera que publicámos em 23.12.2017

Odiario
Odiario

Drones assassinos na guerra do Sahel*

Carlos Lopes Pereira    26.Dic.17    Colaboradores

Os «robots assassinos» vêm oficialmente juntar-se às tropas especiais já no terreno. Com a justificação do «combate ao terrorismo», o imperialismo estado-unidense e aliados alargam a intervenção militar em África – do Sahel à Somália, da Nigéria aos Grandes Lagos –, com o propósito de controlar e explorar os recursos do continente.

Odiario
Odiario
Entrevista Claudia Salerno Caldera, embaixadora da Venezuela na Bélgica

«Há 18 anos que mostramos ao mundo que um outro modelo é possível»

Mohsen Abdelmoumen    23.Dic.17    Outros autores

Uma entrevista que merece leitura atenta. Contém informação detalhada sobre aspectos importantes da situação interna e da política externa da Venezuela, nomeadamente enquanto país produtor de petróleo. E desenvolve um discurso onde são reconhecíveis algumas das idealizações do «socialismo do século XXI», o que faz recear vulnerabilidades ideológicas num processo que o imperialismo tem debaixo de fogo.

Odiario
Odiario

A sustentabilidade da ADSE, o alargamento a mais beneficiários, o aumento de preços da Tabela

Eugénio Rosa    22.Dic.17    Outros autores

A lista unitária, a mais votada para o Conselho Geral de Supervisão da ADSE, presta informação. As questões em cima da mesa são da maior importância: a sustentabilidade financeira da ADSE, a sua captura pelos grandes grupos privados de saúde e a transformação da ADSE em “vaca leiteira” destes grupos que, a continuar, põe em perigo a sustentabilidade financeira da ADSE; o alargamento da ADSE a novos beneficiários, e os riscos que a decisão do Governo sobre essa matéria envolve; o aumento de preços da Tabela da ADSE.

Odiario
Odiario

Myanmar: os Rohingya e os militantes apoiados pelos sauditas

Tony Cartalucci    19.Dic.17    Outros autores

A prolongada crise em Myanmar e a questão da minoria Rohingya requerem mais informação do que a que os grandes media ocidentais proporcionam. E, provavelmente, o essencial do que está em causa será, mais uma vez, o dedo imperialista a gerar uma situação violenta e imprevisível num país dirigido nominalmente por Aung San Kyi – uma personalidade criada pelos interesses ocidentais. Situação que inquine as suas relações com a China e dê oportunidade à instalação de tropas EUA na fronteira comum.

Odiario