Artículos de: Enero, 2018

Odiario

A “nova estratégia” síria dos EUA, uma receita para o desastre sem fim

Jan Oberg    24.Ene.18    Outros autores

O Secretário de Estado de Trump, Rex Tillerson, enunciou numa universidade a “nova estratégia” dos EUA para a Síria. É igual à “velha estratégia”: agressão militar e ocupação, desprezo pelo direito internacional e pela vida humana, arrogância imperial. Mas, tratando-se de um destacado membro da actual administração EUA, a intervenção merece igualmente registo pela tosca ignorância e primarismo do discurso.

Odiario
Odiario

O governo agrava a dupla penalização sobre a reforma e a aposentação antecipadas

Eugénio Rosa    23.Ene.18    Outros autores

O ministro Vieira da Silva reconheceu que o aumento da idade de reforma e de aposentação e a existência do factor de sustentabilidade representavam um duplo corte nas pensões dos trabalhadores e uma enorme injustiça. Disse que a iria corrigir, mas deu o dito por não dito. O governo publicou aumentou novamente o factor de sustentabilidade e a idade de acesso normal à reforma e à aposentação em 2018 (e, em relação a esta última, também a referente a 2019), o que agravou ainda mais a grave injustiça existente.

Odiario
Odiario

Guatemala e Israel, uma longa e sanguinária história

Maurice Lemoine    22.Ene.18    Outros autores

A Assembleia Geral da ONU condenou o reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel pela administração Trump. Os EUA conduziram uma vergonhosa campanha de intimidação e chantagem tentando condicionar esse voto. Conseguiram que vários países se abstivessem ou não participassem na votação. E tiveram de novo ao seu lado por exemplo a Guatemala, cuja associação com o regime de Israel deixa nesse país um rasto de sangue em tudo semelhante ao da tragédia do povo palestino.

Odiario
Odiario

A calúnia das alegadas “perdas de água” no abastecimento público*

Luísa Tovar    19.Ene.18    Outros autores

A campanha visando a privatização da água prossegue com intensidade. Compreende-se a persistência: trata-se de um bom negócio que, tal como o da saúde, prospera à custa da denegação de um direito. Ressurgiu em força durante a campanha das autárquicas, prossegue com a argumentação fraudulenta acerca das “perdas de água.”

Odiario
Odiario

Os lugares onde Marcelo não vai

António Santos    18.Ene.18    Outros autores

Marcelo parece omnipresente. E nas televisões ainda mais. Mas por detrás dessa aparência há uma outra realidade, onde não o irão decerto apanhar a tirar “selfies.” É onde houver trabalhadores em luta, como as operárias da Gramax, ou os professores, ou os enfermeiros, ou os operários da Autoeuropa. Aí os seus “afectos” não têm lugar.

Odiario
Odiario

O verdadeiro livro explosivo é o que Trump assinou

Manlio Dinucci    17.Ene.18    Outros autores

Quem verdadeiramente manda nos EUA encontrou já a melhor forma de se servir de Trump: entreter os grandes media com as suas palhaçadas e as suas boçalidades reaccionárias, enquanto vai prosseguindo a sua política – que não muda lá porque muda o locatário da Casa Branca. O documento sobre a “Estratégia de Segurança Nacional” aí está para o confirmar. No fundamental, trata-se da continuidade de documento idêntico assinado por Obama, que por sua vez nada divergia do que antes Bush assinara. A diferença é que a situação mundial leva o imperialismo EUA a encarar a carta da guerra como cada vez mais necessária, face à concorrência.

Odiario
Odiario
Jean Salem, 1952-2018

Marxismo, uma filosofia da praxis para a revolução.

Jean Salem*    15.Ene.18    Destaques

Chegou-nos a dolorosa notícia do falecimento de Jean Salem. Deixa-nos assim um ser humano excepcional, um dos grandes filósofos marxistas do nosso tempo, um combativo revolucionário cuja penetrante inteligência abarcava todas as expressões do que é humano. Alguém que, reflectindo profundamente acerca da felicidade sabia que ela é, em última análise, inseparável da ideia de revolução. De alguém cuja coerência e inteligência de pensamento e intervenção tinham granjeado admiração e respeito em todo o mundo. Um grande amigo de odiario.info.
No ano em que passa o bicentenário do nascimento de Marx, fica-nos este vazio do muito que ainda tinha a dizer-nos, mas também o rico património de reflexão criadora que nos lega. De entre os vários textos seus que publicámos revisitamos este, de 2013, e recuperamos palavras que acerca dele escrevemos: “o pensamento de Jean Salem é uma notável confirmação da vitalidade e actualidade do marxismo. Não de um marxismo académico, mas do marxismo reflectido por um académico que é também um revolucionário.”

Odiario