Artículos de: Marzo, 2018

Odiario

A tempestade que se avizinha*

Jorge Cadima    30.Mar.18    Outros autores

O perigo de que o partido da guerra se torne predominante no seio das classes dominantes, perante uma crise de dimensões não controláveis, é enorme. O atraso na compreensão da gravidade do momento adensa os perigos. O silêncio dos políticos burgueses sobre os perigos para a Humanidade e a necessidade de lutar pela paz é ensurdecedor.

Odiario
Odiario

As mulheres no Parlamento cubano

Yudy Castro Morales    29.Mar.18    Outros autores

Numa altura em que os grandes media do capitalismo fingem promover os direitos da mulher, diminui a presença de mulheres no seio dos órgãos legislativos de numerosos países. Mas o Parlamento cubano, com 53,22%, ocupa o segundo lugar mundial no que diz respeito à participação feminina.

Odiario
Odiario

A segunda calamidade

Tiago Mota Saraiva    27.Mar.18    Outros autores

A tragédia dos fogos de 2017 está longe de ter terminado. As perdas de vidas e bens vieram somar-se a décadas de abandono e isolamento das populações. No fim-de-semana, não faltaram acções de propaganda. Em vez de serem criadas condições que minimamente compensassem os danos é a ofensiva do governo sobre a “limpeza” dos terrenos, e é um manto de insensibilidade, falta de meios e burocracia que tudo entrava, e condena as populações à impotência e ao desespero.

Odiario
Odiario

Disparou o número de contratos a prazo, agravando a instabilidade laboral e aumentando a exploração

Eugénio Rosa    26.Mar.18    Outros autores

O aumento do emprego no nosso país está associado ao aumento de trabalhadores com contratos a prazo, o que agrava a instabilidade laboral e constitui um instrumento do patronato para reduzir os salários e aumentar a exploração dos trabalhadores. O contrato a prazo é um dos factores que leva a que, segundo o INE, 10,9% dos trabalhadores com emprego vivam abaixo do limiar da pobreza. E o governo, nas suas cosméticas propostas sobre os contratos a prazo, reconhece a instabilidade mas omite os salários de miséria.

Odiario
Odiario

Truques e golpes inconstitucionais

Há um infelizmente longo historial de PS, PSD e CDS de decidirem e votarem na AR contra os trabalhadores. Mas quando se trata de fingir que os trabalhadores possam ser ouvidos – como em relação à gravosa legislação laboral que urge reverter - o truque é remeter para a “concertação social”. Uma instância não eleita, onde governo e patronato estão em larga maioria, acolitados pela prestimosa UGT. Uma instância em cuja função ecoa a “câmara corporativa” do regime fascista.

Odiario
Odiario

Washington, distrito canibal*

António Santos    23.Mar.18    Outros autores

«Apertado numa tenaz de escândalos, acusações, processos judiciais e investigações, o presidente dos EUA reage como um animal acossado, sempre mais errático e agressivo. É seguro afirmar que há meio século que os EUA não conheciam este nível de tensão política e institucional. E a última vez que a tensão foi tão alta, um presidente foi assassinado.»

Odiario
Odiario

A mão portuguesa nos 15 anos de destruição do Iraque

AbrilAbril    22.Mar.18    Outros autores

O governo PSD/CDS de então - de Durão e Portas - não pode ser esquecido entre os que contribuíram para a criminosa guerra de destruição e ocupação do Iraque iniciada há 15 anos.
A agressão imperialista no Médio Oriente nunca mais se deteve. Um olhar retrospectivo sobre o movimento então gerado no nosso país contra essa guerra suscita uma interrogação: existiria hoje uma semelhante convergência de forças? O recente voto sobre a Síria apresentado pelo BE na AR não aponta nesse sentido.

Odiario