Artículos de: 2 Mayo 2018

Odiario

Crise prolongada na Guiné-Bissau*

Vive-se na Guiné-Bissau uma insólita situação que há três anos mantém paralisada a governação do país. Vencedor das eleições de 2014, o PAIGC formara governo. Surpreendentemente, passado um ano e com o apoio do partido derrotado - o PRS - o presidente da República demitiu o governo. Desde 2015 foram já nomeados sete primeiros-ministros. E a actual perspectiva de saída da crise surge sobretudo por pressão da CEDEAO.

Odiario