Artículos de: Julio, 2018

Odiario

A Nicarágua dói

Claudio Katz*    31.Jul.18    Outros autores

Os acontecimentos na Nicarágua têm suscitado posições contraditórias entre personalidades firmemente solidárias com o sandinismo. Ainda que a informação que chega seja, como seria de esperar, controversa, os protestos populares, ao contrário do que se tem passado na Venezuela, incluem reivindicações justas. A repressão desencadeada pelo governo tem assumido uma violência desproporcionada. O facto de Washington ter gente sua no terreno - ao lado da reacção nicaraguense, com destaque para a Igreja católica - e estar à espreita da oportunidade para instalar um governo mais servil não pode justificar esta actuação. A violência contra o povo facilita objectivamente a acção do imperialismo.

Odiario
Odiario

O MPPM denuncia a chamada “Lei do Estado-Nação do Povo Judeu” que agrava o carácter confessional e segregacionista de Israel

O Estado sionista de Israel age com todos os traços de uma bárbara e reaccionária ditadura: da violação de todo o direito internacional e dos mais elementares direitos humanos à constitucionalização de princípios que ecoam o racismo nazi-fascista.

Odiario
Odiario

Belicistas NATOs*

Jorge Cadima    28.Jul.18    Outros autores

Na cimeira da NATO, tal como sucedera na reunião do G7, as contradições inter-imperialistas voltaram a manifestar-se. Mas no momento de decidir, todos acompanham Trump, aumentando as despesas militares (públicas) em 266 mil milhões de dólares, que gerarão colossais lucros (privados). A declaração final da Cimeira é um monumento à mentira. Acusa a Rússia de «acções agressivas», mas é a NATO quem comemorou os seus 50 anos com a guerra à Jugoslávia, violando o Direito Internacional e a ONU. Destruiu países inteiros, como a Líbia. Sustenta a acção dos fascistas na Ucrânia e Israel. A Colômbia narco-terrorista tornou-se seu membro associado. No que vai de ano, o patrão da NATO violou acordos internacionais sobre o Irão e Jerusalém.

Odiario
Odiario

O envolvimento militar americano na Ucrânia: a expansão da NATO através da guerra por procuração

SouthFront    26.Jul.18    Outros autores

O envolvimento militar americano na Ucrânia teve início antes de Maidan, aumentou durante a OAT inicial e continuou a aumentar depois da derrota desastrosa das FAU nos meses do inverno de 2015 culminando na batalha de Debaltseve. O governo americano tem abastecido o estado ucraniano com ajuda tanto letal como não letal, treino e apoio militar e suporte monetário crucial. O objectivo de tornar as Forças Armadas Ucranianas uma componente de combate inter-operacional de facto da NATO está há já três em andamento anos a um ritmo cada vez mais acelerado.

Odiario
Odiario

O “homem branco autoflagelado”

Manuel Loff    24.Jul.18    Outros autores

A questão do “museu dos descobrimentos” suscitou discussão sobre a forma como se descreve e musealiza a experiência colonial portuguesa. É um debate importante, em que neste texto é feita a crítica de duas opiniões reaccionárias entretanto publicadas.

Odiario
Odiario

Os ‘humanitários’ Capacetes Brancos aproximam-se da Venezuela

Prensa Latina    22.Jul.18    Outros autores

A organização “Capacetes Brancos” já está mais do que desmascarada pela sua actuação na Síria. Exerce, no fundamental, o papel de fornecer ao imperialismo norte-americano e europeu os argumentos “humanitários” para a agressão a esse país. Que surjam agora nas fronteiras da Venezuela é um claro sinal do aumento da ameaça de agressão militar. Os governos de Argentina e Colômbia dispõem-se a participar, na qualidade de lacaios dos EUA e de inimigos dos povos latino-americanos.

Odiario
Odiario

Trump reforça controlo sobre Supremo Tribunal*

António Santos    20.Jul.18    Outros autores

A nomeação de Brett Kavanaugh para o Supremo Tribunal dos EUA tem um significado quase simbólico. Não se trata apenas de alguém que perfilha todos os pontos de vista mais reaccionários sobre a sociedade. É um homem que no tribunal da relação de Washington DC, tendo-lhe passado pelas mãos centenas de conflitos laborais de todas as espécies e feitios, conseguiu a proeza de ter proferido cem por cento das sentenças a favor das entidades patronais. Os trabalhadores americanos têm mais um inimigo num dos mais altos lugares do Estado.

Odiario