A Covid, os governos da UE e as multinacionais farmacêuticas

Ángeles Maestro *    15.Jun.21    Outros autores

Este importante estudo sintetiza solidamente o essencial: a pandemia é tragédia para muitos milhões de seres humanos, mas é o negócio do século para as multinacionais farmacêuticas. Os governos das grandes potências capitalistas e a UE asseguram-lhes um autêntico regime de monopólio. Produziram com dinheiros e investigação pública, mas as vacinas que produziram estão longe de não suscitar dúvidas. E o trágico paradoxo é que foram precisamente as dúvidas das próprias multinacionais farmacêuticas sobre a segurança dos seus fármacos que levaram ao escandaloso acordo destas empresas com a UE. São os respectivos governos, com dinheiro público, que pagarão as indemnizações por efeitos adversos das vacinas.

Ler texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos