A dimensão da sobre-exploração das mulheres em Portugal em resultado da desigualdade salarial

Eugénio Rosa    03.Mar.20    Outros autores

Quando se aproxima o 8 de Março, Dia Internacional da Mulher, é importante destacar o seu lugar no mundo do trabalho e a exploração acrescida a que as mulheres estão sujeitas. Em vez do princípio de “a trabalho igual, salário igual” o que se verifica é que a diferença de remunerações entre homens e mulheres atingia em 2018 -36,8% em relação aos quadros superiores, e -3,2% a nível de “estagiários, praticantes e aprendizes”. O género é utilizado pelas entidades patronais para agravar a exploração, perante a passividade do Ministério do Trabalho e da Autoridade para as Condições de Trabalho

Ler texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos