Nota dos Editores

Apoio à candidatura de João Ferreira

Os Editores    15.Ene.21    Editores

As eleições presidenciais de 24 de Janeiro apresentam alguns traços inéditos. Pela primeira vez a extrema-direita apresenta-se sem disfarce, e até com duas candidaturas. Aposta num ambiente mediático e num quadro de crise sanitária, económica e social que crê jogar a seu favor. O presidente cessante – um homem de direita, inteiramente alinhado com os interesses do capital e contra os do trabalho, e um hábil manobrista - apresenta-se num tal quadro como “promotor de equilíbrios”, como se um ressurgimento fascista pudesse admitir conciliação, em vez de exigir firme denúncia e combate.

Deste preocupante quadro abrem-se, todavia, perspectivas positivas. A clarificação que dele resulta promove uma consolidação da consciência democrática, um mais claro entendimento popular de que todos os projectos reaccionários são indissociáveis de uma sociedade intrinsecamente assente na exploração, na injustiça e na desigualdade. A sociedade contra a qual o Portugal de Abril se configurou e que, em aspectos essenciais, a Constituição da República continua a consagrar.

É nesses termos que a candidatura de João Ferreira tem vindo a assumir um claro protagonismo. A sua base programática constitui a resposta certa e necessária a esta perigosa conjuntura. Acrescem a esse mérito as qualidades e o percurso pessoal do candidato, hoje um dos mais genuínos e reconhecíveis rostos do Portugal nascido após Abril, empenhado combatente pelo árduo mas entusiasmante trajecto que Abril abriu. Do protelado horizonte de esperança de Abril, pelo qual os trabalhadores e o povo tão persistentemente têm lutado.
Os Editores de odiario.info manifestam o seu apoio à candidatura de João Ferreira. Apelam aos democratas, aos homens e mulheres progressistas que partilhem este apoio. O que está em causa é, de algum modo, muito mais do que uma candidatura (aliás, excelente). É uma firme e combativa afirmação de repúdio pelo passado. É uma firme e combativa reivindicação de um futuro livre, democrático, justo e de progresso para Portugal.

Os Editores de odiario.info

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos