Entrevista com Miguel Pascuas, um dos seus fundadores

Cinquentenário da fundação das FARC-EP

Tony López*    04.Jun.14    Outros autores

Numa linguagem só possível nos que fazem da luta uma razão de vida, Miguel Pascuas não se limita a recordar pormenorizadamente os acontecimentos que levaram ao levantamento em armas dos 48 homens de Marquetalia, mostra-nos também por que razão, desejando e lutando incansavelmente pela paz, as FARC estão dispostas a continuar a luta armada, pois «as circunstâncias que [a] motivam (…) continuam as mesmas, só que num contexto contemporâneo e com os problemas agravados.(…) Aposto na paz, desejamo-la, mas resolvendo os problemas que deram azo ao levantamento em armas e aí, sobra-nos vontade para continuar a lutar».

Carregue aqui para ver o artigo (pdf)

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos