Desemprego diminui
Mas não há aumento de emprego

Eugénio Rosa*    04.Jul.16    Outros autores

«Os últimos dados divulgados pelo INE, que são de Maio de 2016, sobre o emprego e o desemprego em Portugal revelam um fenómeno insólito que tem passado despercebido à opinião pública…»
A aparente contradição é fenómeno normal em capitalismo de, a par da produção de mercadorias, excluir também as pessoas por o sistema as considerar matéria descartável.
«São os [trabalhadores] que o INE designa, por “inativos disponíveis que não procuram emprego», logo deixaram de ser considerados desempregados.
E pessoas, ainda são?

Leer texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos