É urgente reforçar o orçamento do SNS

Eugénio Rosa    25.Nov.20    Outros autores

O subfinanciamento crónico está a destruir o SNS e a incapacitá-lo de responder às necessidades do país. Os próprios dados oficiais provam que, mesmo em plena grave crise de saúde pública, existe uma clara insuficiência de meios (em 2021, as transferências do OE são inferiores à despesa em 1.089 milhões €). Para colmatar a enorme divida acumulada o governo faz de tempos a tempos transferências extraordinárias ou permite a utilização dos capitais próprios para outros fins: mas desta forma o SNS é estrangulado no seu funcionamento diário, impedindo qualquer gestão racional, eficiente e responsável.

Ler texto completo [PDF]

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos