Nota dos Editores

Estamos com a Palestina!

Os Editores    10.Jul.14    Editores

O Estado de Israel iniciou uma nova escalada criminosa contra o povo da Palestina.

O balanço das vítimas do bombardeamento aéreo e naval contra a Faixa de Gaza, segundo o correspondente em Jerusalém do jornal Palestina Livre, era nas primeiras 48 horas de 75 mortos e quase 800 feridos.

Numa declaração triunfalista citada por médias de Tel Aviv um porta-voz do exército israelense afirmou que os ataques aéreos tinham atingido mais objetivos estratégicos que durante toda a invasão terrestre de 2012. Trata-se de uma grosseira mentira.

Os bombardeamentos incidiram sobre áreas residenciais, matando sobretudo mulheres, crianças e pessoas idosas. Foram atingidos o Hospital Europeu de Gaza, ambulâncias, automóveis de jornalistas e um clube na praia de Khan Yunes, onde jovens assistiam à transmissão televisiva do jogo de futebol Argentina-Holanda do campeonato do mundo. As bombas destruiram totalmente 98 moradias.

Enquanto as forças armadas israelenses desencadeavam a agressão, o primeiro-ministro Netanyahu dizia que o objetivo da «operação» é «o desmantelamento da poderosa máquina militar do Hamas». A sua insistência em falar de «negociações de paz» enquanto chovem bombas sobre Gaza e prossegue a construção de colonatos em Jerusalém e na Margem Ocidental imprime -lhe ao discurso matizes de humor negro. Cinismo comparável só o do aliado Barack Obama ao apelar por uma paz justa na Região.

Ao condenar a escalada de violência em curso, desencadeada pelo Estado neofascista de Israel, odiario.info expressa a sua solidariedade calorosa com o heroico povo da Palestina.

Os EDITORES DE ODIÁRIO.INFO

Gostaste do que leste?

Divulga o endereço deste texto e o de odiario.info entre os teus amigos e conhecidos