Trump junta no Golfo Pérsico a doutrina de Obama com a doutrina Carter

Nazanín Armanian    19.Jul.19

Para os EUA, o Golfo Pérsico é um nó geoestratégico fundamental. Desde o final da 2ª Guerra Mundial que ali se instalaram, mantendo-se graças a uma enorme força militar de ocupação e à aliança com alguns dos regimes mais reaccionários à face da Terra. Hoje, se a presença militar aumentou ainda, manter essas alianças pode tornar-se mais difícil. Os povos não aceitam para sempre ser dominados, e as classes dominantes podem encontrar junto de outros parceiros melhores vantagens económicas. Infelizmente, para os EUA resta sempre o caminho da guerra.

Odiario
Odiario

Argentina, cada vez mais colónia: tropas israelitas vigiarão as costas fronteiriças

Stella Calloni    18.Jul.19

Cada viragem à direita na América Latina (mas não apenas aí) é acompanhada de um forte acréscimo de dependência em relação aos EUA. Dependência económica, política, diplomática, militar de tal forma subalterna que toma contornos de dependência colonial. No caso da Argentina a presença militar dos EUA é acompanhada da presença de tropas sionistas. Uma aliança contra os povos que não se circunscreve ao Médio Oriente.

Odiario
Odiario

Ah! Ça Ira, Ça Ira, Ça Ira

Manuel Augusto Araújo    16.Jul.19

Celebram-se os 230 anos da Revolução Francesa. Como todos os grandes momentos históricos teve as suas expressões artísticas, nomeadamente as canções, “espelho dos acontecimentos, seu catalisador, e sua memória”. Compulsar as canções da Revolução Francesa é verificar a importância das canções no imaginário popular e patriótico e a sua iniludível contribuição para os avanços revolucionários.

Odiario
Odiario

O grande assalto das privatizações na Grã-Bretanha*

Kenneth Surin    15.Jul.19

O “thatcherismo,” expressão do fundamentalismo neoliberal, privatizou tudo o que pôde. Thatcher apregoava a “democratização do capital”, fazendo crer que qualquer um poderia tornar-se accionista neste processo. Na síntese feita neste artigo ilustram-se parte dos resultados reais: empresas do sector público dos transportes, da água e da energia são hoje propriedade de grandes empresas privadas, na sua esmagadora maioria estrangeiras.

Odiario
Odiario

O Tribunal de Recurso de Roma impôs penas a militares uruguaios, peruanos, chilenos e bolivianos envolvidos no Plano Condor

Elena Llorente    12.Jul.19

O chamado “Plano Condor” na América Latina dos anos 70 e 80 do século passado foi uma acção coordenada de terrorismo de Estado que custou a vida a dezenas de milhares de democratas em vários países. Um Tribunal italiano condenou agora os responsáveis pela morte de numerosas pessoas de origem italiana. Alguns dos criminosos morreram já, outros vivem em liberdade nos seus países. Mas a importância política destas condenações é enorme. Porque a reacção latino-americana e os seus bárbaros métodos não se circunscrevem aos anos 70 e 80 do século passado.

Odiario
Odiario

Os Tratados sobre Armamentos, Tecnologias Emergentes e Activismo-Cidadão*

Frederico Carvalho    10.Jul.19

Três tópicos da maior actualidade: a inaplicabilidade e crescente fragilização de Tratados que procuravam limitar a corrida armamentista, e nomeadamente a proliferação nuclear; a tendência para a apropriação das tecnologias emergentes para fins militares e de controlo e repressão social; a significativa tomada de posição de trabalhadores científicos contra tais tendências.

Odiario
Odiario

Votar na Saúde

Jorge Seabra    08.Jul.19

Com as piruetas do Governo minoritário do PS a que se vem assistindo, quem quiser defender um SNS universal, geral e gratuito, sem PPP nem taxas moderadoras ou outras habilidades privatizadoras do género não terá no PS uma aposta segura. Pelo contrário.

Odiario
Odiario

Arábia Saudita-lrão: as oito razões para um pouco religioso ódio “sunita-xiita”

Nazanín Armanian    06.Jul.19

Uma interessante resenha histórica da fractura sunita-xiita no islão, do seu peso na evolução da situação no Médio Oriente, e sobretudo do seu papel de bloqueio de uma perspectiva de resolução dos confrontos entre Estados cuja visão da realidade é distorcida por “um olhar metafísico”.

Odiario
Odiario

Entre 2015 e 2017 agravaram-se as desigualdades em Portugal: no rendimento médio, na miséria dos desempregados, no funcionamento do SNS

Eugénio Rosa    04.Jul.19

Os dados divulgados pela Autoridade Tributária revelam que, em 2015, o rendimento médio dos agregados com rendimentos mais elevado era em 2015 174,3 vezes superior ao rendimento médio bruto dos agregados do escalão. Em 2017 aumentou para 178,6 vezes. É evidente o agravamento da distribuição dos rendimentos. Outros dados são igualmente significativos de um aumento das desigualdades e das dificuldades por que passam as camadas mais pobres no nosso país.

Odiario
Odiario

A Europa na estratégia nuclear do Pentágono

Manlio Dinucci    03.Jul.19

Em 11 de Junho o Estado-Maior Conjunto dos EUA aprovou um documento sobre operações nucleares. Em 26 e 27 de Junho os ministros da defesa da NATO foram a Bruxelas assinar de cruz a nova estratégia. No fundamental, trata-se de incrementar o enorme arsenal já instalado, agora na base de uma tese ainda mais demencial: a do seu uso táctico, admitindo-se que uma guerra nuclear pode ser vencida. Os EUA, que nunca viveram uma agressão militar externa, estariam dispostos a desencadear uma catástrofe global, imaginando talvez que não lhes chegaria a casa.

Odiario
Odiario

Fim de qual ciclo?

Atílio Boron    01.Jul.19

O imperialismo e a reacção doméstica sul-americana conseguiram sucessos a partir de meados da década. Houve que falasse do “fim de um ciclo”. Mas não só esses sucessos não foram generalizados como vários dos governos assim instalados passam por grandes dificuldades e vêm desmoronar-se o apoio que terão tido.

Odiario
Odiario

Pôr fim aos sofrimentos dos sírios começa por admitir certas verdades …

Bashar al-Jaafari    28.Jun.19

Mais uma vez, a intervenção do representante permanente da Síria junto da ONU desmascarou a vergonhosa aliança de facto existente entre os EUA e seus aliados e o terrorismo. Deixando igualmente claro que a dita «coligação internacional» não só abastece e apoia os bandos terroristas como actua ela própria em moldes idênticos. O fim do sofrimento do povo sírio não parece estar para breve.

Odiario
Odiario