Autor: “AC”

Odiario

Duas ficções da Economia Dominante

Jack Rasmus    03.Jun.20    Outros autores

Para a teoria económica dominante, as crises são mais difíceis de superar porque os trabalhadores se agarram aos seus salários, e assim as empresas têm menos dinheiro para investir. Nos EUA os trabalhadores perderam rendimentos de 1,3 milhões de milhões de dólares. Os patrões recebem ainda muitos mais milhões em empréstimos, resgates e reduções de impostos. E esse dinheiro é investido? Não, vai para o «casino financeiro que no século XXI define o capitalismo». E não será assim apenas no EUA.

Odiario
Odiario

Noam Chomsky: um antídoto contra a ultradireita

De cada vez que Trump abre a boca deixa o mundo estarrecido. Muito mais do que perguntar “como foi possível”, a questão necessária é “como derrotá-lo”, a ele e à restante extrema-direita que vem ganhando posições em muito lado. Nos EUA a opinião progressista exprime-se, neste caso pela voz de Noam Chomsky: «A extrema-direita avançou porque capital financeiro tirou a máscara: bancos e corporações já aceitam aliar-se com os Trump e Bolsonaro. Mas a crise económica mostra que este arranjo é frágil e abre brechas para a construção de alternativas inovadoras»

Odiario
Odiario

O coronavírus e a China. Carta aberta a «Repórteres Sem Fronteiras»

André Lacroix    01.Abr.20    Outros autores

Quem esteja atento aos media portugueses tem agora um guia seguro para identificar jornalistas que são a voz do dono norte-americano: são os que todos os dias escrevem qualquer coisa a denegrir a República Popular da China. Os EUA estão manifestamente alarmados com o dramático contraste entre a sua desastrosa abordagem da pandemia e a forma como a China a enfrentou. “Repórteres sem Fronteiras” há muito que desempenha esse servil e anti-jornalístico papel.

Odiario
Odiario

Fuga de informação de relatórios mostra que as polícias da UE estão a planear uma rede pan-europeia de bases de dados de reconhecimento facial

A marcha da UE no sentido de um super-Estado prossegue também no plano da articulação entre forças de repressão, em estreita colaboração com as suas congéneres dos EUA. Trata-se de expandir a toda a UE o monstruoso mecanismo de fichagem de muitos milhões de pessoas - passando por cima dos direitos individuais, nomeadamente à privacidade - que já vigora nos EUA e em vários dos países membros, com cobertura legal ou sem ela.

Odiario
Odiario

O interior profundo de Portugal a 50 quilómetros de Lisboa!

Duas notas sobre a “visão” que tem caracterizado sucessivos governos. Uma o caso da TAP privatizada, com o Estado a ficar responsável por 50% de empresa e 100% da dívida, mas, se um dia der lucro, o Estado receberá 5%. Outra as preocupações com a “coesão territorial,” com o “interior” quase à beira-mar.

Odiario
Odiario

Os Estados Unidos anunciam três novas bases militares no Iraque depois de os iraquianos terem pedido a sua retirada total

Alan Macleod    09.Feb.20    Outros autores

Menos de uma semana depois de milhões de iraquianos terem saído às ruas para exigir que os Estados Unidos deixassem o seu país de uma vez por todas, este anunciou que planeia construir três novas bases no Iraque, segundo o serviço de informação militar Breaking Defense. Os três locais escolhidos - Erbin, Sulimania e Halabja - estão extremamente próximos ao Irão e Halabja (onde ocorreu em 1988 o ataque com armas químicas) encontra-se a apenas 13 quilómetros da fronteira.

Odiario
Odiario

Os chineses e o novo coronavírus (2019-nCoV)

Vladimir Marciac    05.Feb.20    Outros autores

A epidemia provocada por uma nova estirpe de vírus na China tornou-se - justificadamente – centro de intensa atenção mediática. Por um lado, porque se trata de uma situação efectivamente muito séria. Por outro porque tem trazido a público a imagem de uma notável eficiência na resposta chinesa. Por outro ainda, porque os media ocidentais encontram no problema e na resposta a ser dada ocasião para atacar, manipular informação e tentar lançar o pânico. Nada de novo.

Odiario