Autor: “Ana Catarina Almeida”

Odiario

Revisitando a Venezuela - 1
A transição dificil

A Revolução proclama o seu carácter anticapitalista e reafirma a sua decisão firme de construir o socialismo. Mas, com excepção do sector petrolífero, o capital privado continua a ser dominante na indústria, na agricultura, no comércio. Daí um paradoxo: o sector capitalista da economia cresceu nos últimos anos em ritmo mais rápido do que o da economia social.

Odiario
Odiario

Dez dias em Moscovo
Um Reencontro Doloroso

O Kremlin visto do Rio Moskwa
Miguel Urbano Rodrigues voltou a Moscovo 15 anos após a sua última visita.
Encontrou ali uma sociedade capitalista com diferenças de classe abissais.
Neste artigo transmite as suas impressões sobre o que viu e ouviu durante dez dias na grande cidade que foi capital da União Soviética, um país que já não existe.

Odiario
Odiario

Entrevista a Pavel Blanco* sobre a situação política no México

Pavel Blanco Pavel Blanco Cabrera, secretário de Relações Internacionais do Partido dos Comunistas, do México, em entrevista a Ana Catarina Almeida, esboça um amplo panorama das lutas sociais e políticas que se travam hoje naquele país, faz a apologia do internacionalismo proletário e comenta a chacina de guerrilheiros das FARC cometida no Equador pelas Forças Armadas do governo fascista de Uribe

Odiario
Odiario

Henri Alleg* fala sobre a França, o Tratado Europeu, a Argélia e a actualidade de Marx

Ana Catarina Almeida    17.Ene.08    Colaboradores

Henri Alleg
Em entrevista a odiario.info, o escritor Henry Alleg, nosso amigo e colaborador especial, fala sobre a França e o Tratado Europeu, a ofensiva do imperialismo, a América Latina, a situação na Argélia e a actualidade da herança de Karl Marx.

Odiario
Odiario

O Comandante Juan Leonel desmonta calúnias e fala sobre a guerra e a ideologia das Farc

Em entrevista com Juan Leonel, das FARC, realizada há dias numa cidade da América Latina, a autora aborda temas que permitem àquele comandante das FARC desmontar campanhas caluniosas contra a guerrilha de Manuel Marulanda e abordar o tema dos chamados sequestros e a acusação de envolvimento no narcotráfico.
Esclarecimento
O presidente fascista da Colômbia, Álvaro Uribe, acaba de suspender o diálogo sobre o Intercambio Humanitário, retirando ao presidente Hugo Chavéz e à senadora Pidedad Córdoba autorização para desempenharem o papel de mediadores entre as FARC e os representantes do seu governo. Uribe invoca como pretexto o facto de Chavéz ter falado directamente, pelo telefone, com o general Montoya, comandante chefe do Exército da Colômbia.
A decisão do presidente colombiano, que vai contribuir para aumentar o seu desprestígio na Europa, não retira actualidade à entrevista de Ana Catarina Almeida com o comandante Juan Leonel.Uribe fechou mais uma vez a porta ao Intercâmbio Humanitário.

Odiario