Autor: “Ana Saldanha”

Odiario

Escalada na repressão e violência contra o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST): do Paraná a São Paulo

Ana Saldanha    08.Nov.16    Outros autores

No dia 4 de Novembro de 2016 uma repressiva acção policial brasileira estendeu-se da região centro-sul do Estado do Paraná até ao Estado de São Paulo, naquela que foi denominada operação “Castra” (em latim: terreno ou edifício onde se reagrupavam tropas na Roma antiga). Através de um forte dispositivo policial, cujo elevado grau de violência culminou com a invasão da Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF), a acção teve como objectivo a prisão de militantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST).

Odiario
Odiario

O Brasil no rescaldo das manifestações de 13 de março

Ana Saldanha    18.Mar.16    Destaques

Escrito aquando da nomeação de Lula para o cargo de ministro da Casa Civil de Dilma e antes da sua suspensão por um tribunal, este texto de Ana Saldanha não só mantém plena actualidade, como nos diz o quê e porquê da crise política brasileira, e o como da ascensão e da queda do PT e do chamado «neodesenvolvimentismo» brasileiro.
«Chamemos ou não à política posta em prática pelos governos PT de neodesenvolvimentismo, o facto é que se verificou um poder absoluto dos trusts e das corporações monopolistas, dos bancos e da oligarquia financeira. O modo de produção capitalista e suas consequentes relações sociais, a par do travão à contestação que os governos do PT conseguiram alcançar, prosseguiu a largos passos. Lula havia servido o grande capital transnacionalizado, e Dilma prosseguira o empenho lulista».

Odiario
Odiario

Da dominação ideológica através dos conceitos aos graus transitórios de um processo revolucionário

Ana Saldanha    31.Oct.14    Outros autores

A edificação do socialismo, que passa pela necessária superação do modo de organização actualmente dominante, sempre colocou o movimento comunista internacional perante a problemática de como efectuar essa transição. Na discussão e problematização desta questão duas leituras antagónicas desde sempre se fizeram: uma reformista, outra revolucionária.

Odiario
Odiario

Cronicando sobre a resistência venezuelana

Ana Saldanha    30.Abr.13    Outros autores

As forças bolivarianas, embaladas pelo ambiente da campanha eleitoral e por sondagens que vieram a verificar-se muito pouco fiáveis, deixaram-se contagiar pelo triunfalismo. Quando foram anunciados os resultados apenas uma parte dos venezuelanos gritou de júbilo. Outros ficariam atónitos perante a tão pequena margem da vitória de Maduro. A Festa, uma vez anunciados os resultados, iria ter uma estranha amargura no paladar. Mas, contrariando o desalento de alguns nessa noite, logo no dia seguinte cerrar-se-iam fileiras em apoio ao novo Presidente.

Odiario
Odiario

Revolução de Abril (III)
O 25 de Novembro de 1975

Ana Saldanha    03.May.12    Outros autores

Quando passam 38 anos sobre o 25 de Abril de 1974, concluimos a publicação de três artigos sobre esse momento fundamental da nossa história. Que continua bem presente, por muito que isso doa aos que continuam a sonhar com o que chamam “regime anterior”.

Odiario
Odiario

Revolução de Abril (II)
Processo Revolucionário e Contra-Revolucionário

Ana Saldanha    29.Abr.12    Outros autores

Quando passam 38 anos sobre o 25 de Abril de 1974, iniciamos a publicação de três artigos sobre esse momento fundamental da nossa história. Que continua bem presente, por muito que isso doa aos que continuam a sonhar com o que chamam “regime anterior”.

Odiario
Odiario

Revolução de Abril (I)*
Ruptura com o fascismo

Ana Saldanha    27.Abr.12    Outros autores

Quando passam 38 anos sobre o 25 de Abril de 1974, iniciamos a publicação de três artigos sobre esse momento fundamental da nossa história. Que continua bem presente, por muito que isso doa aos que continuam a sonhar com o que chamam “regime anterior”.

Odiario