Autor: “Anabela Fino”

Odiario

Perguntas*

Anabela Fino    09.Nov.20    Outros autores

Confirmada a derrota de Trump, justificar-se-ão os festejos pela saída de cena (ao que parece, muito renitente) desta grotesca figura. Mas é manifestamente exagerado o foguetório sobre uma “vitória da democracia”. O que figura nos EUA tem muito pouco de sistema democrático. E isso não tem apenas a ver – como aconteceu com Trump – com alguém ser eleito tendo menos votos que o adversário directo. Tem a ver com as centenas de milhares de eleitores “inconvenientes” que são apagados dos cadernos eleitorais, com a engenharia da distorção dos círculos eleitorais, com um sistema em que é preciso ser multimilionário para ser candidato. Quem prospera em tal quadro não é a democracia, é a extrema-direita.

Odiario
Odiario

De tanga*

Anabela Fino    27.Oct.20    Outros autores

Está em curso uma campanha concertada para fazer chegar ainda mais dinheiros públicos ao negócio privado da saúde. Desde autarcas a ex. bastonários da Ordem dos Médicos, passando pelos grandes media, há um verdadeiro fogo de barragem: “o SNS não dá conta, é preciso ir pedir (e pagar) a ajuda dos privados”. Dos mesmos privados que se recusaram a participar na primeira vaga da pandemia. E a campanha tem o alto patrocínio do PR, desta vez de tronco nu.

Odiario
Odiario

Semper eadem*

Anabela Fino    10.Oct.20    Outros autores

A recente encíclica papal manifesta preocupações do Vaticano face às concepções e interesses dominantes na economia mundial. Critica o «dogma de fé neoliberal» no mercado, condena a «especulação financeira», marcada por uma «ganância do lucro fácil», reconhece que esses interesses são antagónicos dos direitos da esmagadora maioria da humanidade. Só faltaria reconhecer que aquilo que critica e condena está na própria natureza do capitalismo. Aliás, a condenação da especulação financeira talvez contenha entre linhas algum registo das embrulhadas em que o Vaticano se viu envolvido, nomeadamente com o célebre Banco Ambrosiano.

Odiario
Odiario

Percepções

Anabela Fino    12.Sep.20    Outros autores

Marcelo Rebelo de Sousa, tão dado a percepções quando se tratou da Festa do Avante!, não percepciona que o que afecta a imagem de Portugal é acobertar sob o chapéu da «liberdade» quem pretende que a cidadania seja uma opção individual e não um dever colectivo.

Odiario
Odiario

Artistas*

Anabela Fino    04.Ago.20    Outros autores

A concertada estratégia de promoção do Chega parece ser a de levar o debate para o campo dos conceitos. Que um investigador venha defender que a nova coqueluche do empresariado português não é um partido fascista nem racista, mas sim radical e antissistema, não é muito diferente de dizer que o Estado Novo foi apenas um regime autoritário conservador.

Odiario
Odiario

Os indignados*

Anabela Fino    11.May.20    Outros autores

O coro de reaccionários que se “indignou” com as celebrações do 1º de Maio da CGTP não tem uma palavra de indignação contra a avalanche de despedimentos e violações dos direitos dos trabalhadores que avançam a coberto da pandemia. Isso não os incomoda. Incomoda-os é que os trabalhadores celebrem o seu dia, e não se deixem intimidar.

Odiario
Odiario

Não acabou*

Anabela Fino    01.May.20    Outros autores

À medida que avança o (muito duvidoso) «pós-Covid19», e o Governo passa de «emergência» para «calamidade», uma parte dos discursos sobre a «recuperação» ainda usa máscara (a palavra austeridade provoca demasiados anticorpos). Mas as realidades falam claro: para o grande capital, chorudos apoios e dividendos, para os trabalhadores até trocos parecem excessivos. Como os minúsculos aumentos na Administração Pública que deixam muitos trabalhadores a ganhar menos, por alterarem o escalão do imposto.

Odiario