Autor: “António Santos”

Odiario

Dez razões para uma catástrofe americana

António Santos    11.Abr.20    Outros autores

Nos EUA desvela-se, sob a casca do país mais rico do planeta, o mais indecoroso terceiro-mundismo: o povo estado-unidense está à mercê da morte. De costa a costa somam-se sinais de uma veloz desagregação: nunca a taxa de desemprego cresceu tanto em tão pouco tempo; nunca os índices de criminalidade aumentaram tão rapidamente, e nunca se venderam tantas armas em tão pouco tempo.»

Odiario
Odiario

Não, não #VaiFicarTudoBem

António Santos    27.Mar.20    Outros autores

À medida que evolui a crise vai-se tornando mais flagrante a hipocrisia do “estamos todos no mesmo barco” e do “toca a todos”. As desigualdades e a exclusão não dizem respeito a um ou outro aspecto particular da realidade. E, da saúde aos despedimentos em massa, e ao grande capital a pôr-se na fila para arrebanhar os “apoios” do governo, ficam cada dia mais à vista.

Odiario
Odiario

EUA: viveiro ideal do COVID-19*

António Santos    17.Mar.20    Outros autores

A pandemia provocada pelo COVID-19 está a deixar à vista o resultado da selvajaria privatizadora neoliberal e de décadas de destruição de serviços de saúde públicos criados em muitos países capitalistas face à pressão do exemplo socialista. O negócio privado da saúde não existe para dar resposta a uma grande emergência de saúde pública. E a grande maioria da população dos EUA vai deparar-se com essa dura realidade como nunca antes.

Odiario
Odiario

Política identitária é política de direita

António Santos    15.Nov.19    Outros autores

Os partidos recém entrados na AR são em regra unipessoais. No caso do Livre, o discurso político centra-se na identidade da sua deputada. A teoria da política identitária que o Livre subscreve fecha cada opressão numa cofragem identitária e portanto abstracta, sem vasos comunicantes, representações por procuração ou solidariedades. Será por isso que, ao mesmo tempo que Joacine é alvo de ódio racista por parte de alguns, o Livre é visto com simpatia pela parte mais esclarecida da classe dominante.

Odiario
Odiario

A greve como máquina para ver o mundo*

António Santos    20.Oct.19    Outros autores

Mesmo nos EUA de Trump a classe operária organiza-se e luta. 50 mil trabalhadores da General Motors, em 48 fábricas de automóveis, em dez estados dos EUA, entraram na quinta semana de greve. É a mais longa greve da indústria desde 1970. As suas reivindicações são idênticas às de todos os explorados do mundo: melhores salários, horários humanos, contratos seguros.

Odiario
Odiario

Porto Rico, um povo e um furacão*

António Santos    06.Ago.19    Outros autores

Com índices de pobreza que roçam os 50 por cento, Porto Rico é hoje como Cuba era antes da Revolução: um paraíso para os gangsters e um inferno para o povo. A causa é, antes de mais, a dominação colonial dos EUA e, no passado recente, a brutal desumanidade com que ignoraram as consequências devastadoras dos furacões de 2017. Se o gigantesco levantamento popular de agora tem origem imediata no repúdio pelo comportamento do governador colonial, as suas causas profundas são muito mais amplas.

Odiario
Odiario

Caravanas de doentes rumam ao Canadá*

António Santos    25.Jun.19    Outros autores

Os doentes de diabetes nos EUA têm de ir comprar insulina no Canadá. O problema não é, como sucede em países alvo de bloqueio por parte dos EUA como a Venezuela, a Síria ou Cuba, esses medicamentos não serem fornecidos. É estar em curso uma incomportável alta nos seus preços. Acontece assim quando a saúde não passa de um chorudo negócio.

Odiario