Autor: “Atilio A. Boron*”

Odiario

Marx, 129 anos após a sua morte
Mais vivo e actual que nunca

Atilio A. Boron*    29.Mar.12    Outros autores

O mundo de hoje parece-se de forma surpreendente com o que Marx e o seu jovem amigo Engels previram num texto assombroso: O Manifesto Comunista. Este sórdido mundo de oligopólios rapaces e predatórios, de guerras de conquista, de degradação da natureza e saque dos bens comuns, de desintegração social, poder e tecnologia, de plutocracias travestidas para aparentarem ser democracias, de uniformidade cultural definida pelo “american way of life” é o mundo que todos os seus textos anteciparam. Por isso são muitos os que nos capitalismos desenvolvidos já se perguntam se o século XXI não será o século de Marx.

Odiario
Odiario

Venezuela:
Ensinamentos das ultimas eleições

Atilio A. Boron*    11.Oct.10    Outros autores

Atilio A. BoronA minuciosa e sintética análise de Atílio Borón desmascara a campanha de desinformação dos media, que pretenderam fazer-nos acreditar na mentira que veicularam – a derrota de Chávez, e disseram-no até à exaustão.
A verdade é que as forças que apoiam Chávez e o processo revolucionário bolivariano (PSUV e PCV) viram aumentar a sua confortável diferença de votos e lugares na Assembleia da República, em relação à última vez que a direita se apresentou às eleições.

Odiario
Odiario

Honduras: o princípio do fim?

Atilio A. Boron*    23.Sep.09    Outros autores

Zelaya regressou às Honduras e está na embaixada do Brasil em Hondurenhos. O governo golpista decretou recolher obrigatório que não foi respeitado pelos milhares de hondurenhos que rodeia a embaixada do Brasil. São as massas mobilizadas nas ruas, não apenas de Tegucigalpa mas em todo o território hondurenho, quem está a impor a normalização constitucional naquele país latino-americano.

Odiario
Odiario

A ilusão e a realidade

Atilio A. Boron*    05.Jun.08    Outros autores

Peça de uma polémica que esclarece muitos dos problemas com que a Argentina se debate, e a opção dos presidentes Kirchner, marido e mulher.

Odiario