Autor: “Aurélio Santos ”

Odiario

Pedro, o «remediado»*

Aurélio Santos    10.Oct.14    Outros autores

Confrontado com a denúncia feita à PGR de que tinha recebido, quando era deputado em exclusividade de funções, cinco mil euros por mês da Tecnoforma e de não ter feito a declaração fiscal desse dinheiro, Passos Coelho optou por uma crise de amnésia total.

Odiario
Odiario

A pergunta que nunca lhe fiz*

Aurélio Santos    03.Ago.13    Outros autores

Álvaro Cunhal ajudou a abrir a estrada por onde um dia o sonho se tornará verdade, se fará real, por onde os homens libertos da sua condição de escravos dos novos tempos, se tornarão mais homens, porque livres. Mais cedo do que tarde a História o confirmará.

Odiario
Odiario

«O caminho do euro» – segundo o FMI*

Aurélio Santos    27.Abr.13    Outros autores

Onde quer que entre a “ajuda” da troika FMI/BCE/UE o resultado é o desastre económico e social. Um exemplo menos divulgado é o da Letónia, mas merece ser muito mais conhecido.

Odiario
Odiario

O país dos «casos»*

Aurélio Santos    04.Mar.13    Outros autores

É longa a lista dos processos envolvendo os figurões da política de direita e do grande capital em negociatas escuras. Têm em comum o facto de se arrastarem em tribunal e, em regra, ou prescreverem, ou concluírem com uma qualquer “absolvição”, “falta de provas” ou “pena suspensa”.

Odiario
Odiario

O segredo das «reformas estruturais»*

Aurélio Santos    20.Nov.12    Outros autores

Portugal está sendo peça de um vasto puzzle para destruir os direitos sociais conquistados na Europa após a derrota do nazi-fascismo. E não deixa de ser curioso que este projecto tenha tido o seu início em três países (Grécia, Portugal e Espanha) que mais recentemente se libertaram de longas ditaduras.

Odiario
Odiario

Afinal quem nos governa?*

Aurélio Santos    09.Nov.12    Outros autores

Gostem ou não os senhores do governo, o PR, os grandes patrões da banca, o Ps - pé “opositor” da troika -, temos uma Constituição que nos garante sermos uma democracia e um Estado independente. Quem não sabe governar em democracia está a mais neste país, e quem não sabe viver com a democracia também está a mais.

Odiario
Odiario

Pare, escute e olhe*

Aurélio Santos    31.Ago.12    Outros autores

O agiotismo, que até na Idade Média era crime, passou a ser virtude. Os bancos (a quem é atribuído o heterónimo de “os mercados globais”) vão buscar o dinheiro ao BCE à taxa de 1%, e emprestam-nos a taxas que têm rondado os 10%. E os Estados pagam esse saque com o dinheiro dos contribuintes, sustentando um processo de reprodução capitalista cada vez mais parasitário.

Odiario