Autor: “Entrevista”

Odiario

Noam Chomsky: um antídoto contra a ultradireita

De cada vez que Trump abre a boca deixa o mundo estarrecido. Muito mais do que perguntar “como foi possível”, a questão necessária é “como derrotá-lo”, a ele e à restante extrema-direita que vem ganhando posições em muito lado. Nos EUA a opinião progressista exprime-se, neste caso pela voz de Noam Chomsky: «A extrema-direita avançou porque capital financeiro tirou a máscara: bancos e corporações já aceitam aliar-se com os Trump e Bolsonaro. Mas a crise económica mostra que este arranjo é frágil e abre brechas para a construção de alternativas inovadoras»

Odiario
Odiario

“Os EUA não vencerão o confronto com a China”

Esta entrevista contém interessantes elementos de reflexão e análise. Contém também apreciações discutíveis, a mais séria das quais é a concepção “revista” de imperialismo.

Odiario
Odiario

Nova guerra fria e ameaças iminentes

Nesta notável entrevista com dois jornalistas indianos, John Pilger traça uma visão de conjunto da ofensiva dos EUA e dos seus aliados no Médio Oriente, na Ásia e na América Latina. Uma experiência pessoal iniciada na guerra do Vietname e que prossegue até aos dias de hoje, exemplo da forma como um jornalismo esclarecido e progressista pode ser um poderoso aliado da luta dos povos.

Odiario
Odiario

Manuel Loff: “O cavaquismo foi uma recuperação de muitos dos valores do salazarismo”

Uma muito interessante entrevista em que são abordados - com um rigor terminológico e de análise pouco usual nos grandes media - vários aspectos do actual ascenso da extrema-direita. Nomeadamente um que é essencial: se se procurar identificar a extrema-direita dos nossos dias pelos aspectos exteriores e de actuação dos fascismos das primeiras décadas do séc. XX incorre-se num perigoso erro.

Odiario
Odiario

“Em 2018 qualquer resultado é possível”

Piedad Córdoba ganhou um justo prestígio e reconhecimento internacional pela sua corajosa denúncia da violência paramilitar e da ilegitimidade política de Álvaro Uribe, e pelo seu empenho numa solução política para o conflito armado na Colômbia. Arbitrariamente despojada do lugar de senadora para que fora eleita, viu depois o próprio Tribunal Constitucional colombiano reconhecer a ilegalidade de tal medida e da suspensão do seu direito a ser eleita então decretado. Candidata-se agora às eleições presidenciais de 2018.

Odiario
Odiario

Criticar Trump sem deixar de criticar Obama

«Devemos criticar, atacar fortemente, sem excluir o legado de Obama, para evitar que as críticas a Trump sejam oportunistas por parte dos democratas, esquecendo o horrível registo que deixaram, antes de Trump chegar à presidência.
Uma vez que Obama saiu com a retórica demagógica de pseudo progressista, é positivo que agora haja mais protestos, mais mobilização, mais radicalização. O ter provocado um processo de mobilizações populares é um resultado positivo da eleição de Trump.»

Odiario
Odiario
Entrevista com Tarso Genro

‘O PT chegou ao fim de um ciclo’

Odiario