Autor: “Eric Toussaint”

Odiario

Conjuntura internacional e endividamento - Os novos desafios

Eric Toussaint*    04.Feb.08    Outros autores

É urgente “a construção de uma nova arquitectura institucional internacional que leve a uma profunda reforma democrática do sistema das Nações Unidas e à substituição do Banco Mundial e do FMI por instituições democráticas. A construção desta nova arquitectura passará pela criação e reforço de mecanismos de integração regional Sul-Sul, pela criação de um ou de vários bancos do Sul que deverão coordenar os seus esforços, pela instauração de mecanismos de intercâmbio compensados (Ver o tipo de intercâmbios entre a Bolívia, a Venezuela e Cuba especialmente no domínio dos hidrocarbonetos, a transferência de tecnologia, a saúde e a educação) e solidários entre os países em desenvolvimento. Estes mecanismos já estão apresentando resultados muito interessantes principalmente na América Latina e no Caribe: melhoria da saúde, da segurança energética (Petrocaribe por exemplo), da educação e da informação (desenvolvimento da Telesur).

Odiario
Odiario

Conjuntura internacional e endividamento - Os novos desafios

Eric Toussaint*    04.Feb.08    Outros autores

É urgente “a construção de uma nova arquitectura institucional internacional que leve a uma profunda reforma democrática do sistema das Nações Unidas e à substituição do Banco Mundial e do FMI por instituições democráticas. A construção desta nova arquitectura passará pela criação e reforço de mecanismos de integração regional Sul-Sul, pela criação de um ou de vários bancos do Sul que deverão coordenar os seus esforços, pela instauração de mecanismos de intercâmbio compensados (Ver o tipo de intercâmbios entre a Bolívia, a Venezuela e Cuba especialmente no domínio dos hidrocarbonetos, a transferência de tecnologia, a saúde e a educação) e solidários entre os países em desenvolvimento. Estes mecanismos já estão apresentando resultados muito interessantes principalmente na América Latina e no Caribe: melhoria da saúde, da segurança energética (Petrocaribe por exemplo), da educação e da informação (desenvolvimento da Telesur).

Odiario
Odiario

Equador: Os desafios para o governo de Rafael Correa e a nova Constituinte

Eric Toussaint*    21.Ene.08    Outros autores

Rafael Correa
«A desaprovação por parte do eleitorado dos partidos que os meios tinham apoiado é tal, que estes moderam, pelo menos de forma provisória, as suas críticas ao presidente e ao seu movimento político. (…) A evolução prudente dos grandes meios de comunicação é no entanto limitada: quase nunca dão a palavra a Rafael Correa nem aos dirigentes do seu movimento político».

Odiario
Odiario

República Democrática do Congo - A demonstração da pilhagem e da submissão

A situação de desenfreada exploração dos países africanos, pautam-se por relações neocoloniais e de senhor e servo. No quadro dessas relações, os países do sul, e África de um modo particular limitam-se ao papel de fornecedores de matérias-primas baratas, vêem o seu indispensável desenvolvimento económico, social e cultural adiado, numa perpetuação desumanizada e generalizada da miséria.

Odiario
Odiario

Problemas que afectam a criação do Banco do Sul

“Estamos, por conseguinte, na América Latina e nas Caraíbas, perante um cenário particular, onde dois tipos de projectos, concorrem parcialmente entre si, pois são vários os países que são membros dos dois. A Venezuela e a Bolívia estão no Mercosul e, também, na ALBA, já que esta tem uma orientação muito mais à esquerda do que o Mercosul (e, também, porque Cuba pertence à ALBA). O Brasil, sem se opor a Cuba, afirma claramente a sua amizade com o governo de Washington”.

Odiario