Autor: “Eugénio Rosa*”

Odiario

O comércio internacional de Portugal

Eugénio Rosa*    27.Ago.17    Outros autores

Qual é a parcela das exportações que é valor acrescentado nacional e qual é a parcela que corresponde à simples incorporação de importações que só dá emprego e lucro a empresas de países estrangeiros?
É o que Eugénio Rosa nos ajuda a perceber com este texto.

Odiario
Odiario

Os desafios para a CGD

Eugénio Rosa*    02.Sep.16    Outros autores

«O conselho de administração da CGD que esteve em funções no período 2010/2016 vai ser substituído por uma nova administração».

Odiario
Odiario

Antecipação da reforma na segurança social e na caixa geral de aposentações

Eugénio Rosa*    21.Ago.16    Outros autores

1 - A reforma antecipada na Segurança Social (regime geral) e penalizações (cortes na pensão) que os trabalhadores que a peçam sofrem;
2 - A reforma antecipada na Segurança Social após desemprego de longa duração e penalizações (cortes na pensão) que os desempregados que a peçam sofrem;
3 - Aposentação antecipada na CGA e penalizações (cortes na pensão) que os trabalhadores que a peçam sofrem;
4 - Acumulação de pensões com rendimentos do trabalho.

Odiario
Odiario

O governo pretende entregar o controlo da CGD a grandes grupos económicos e financeiros

Eugénio Rosa*    08.Ago.16    Outros autores

A Caixa Geral dos Depósitos não será privatizada, mas o Governo do PS prepara-se para entregar o seu controle a grandes grupos económicos e financeiros

Odiario
Odiario

Inaceitável a forma como tem sido tratada a Caixa Geral de Depósitos (CGD)

Eugénio Rosa*    26.Jul.16    Outros autores

Não é preciso ser perito para, depois de ler este texto de Eugénio Rosa, perceber a gravidade da situação da banca em Portugal, nomeadamente da Caixa Geral dos Depósitos.
Se é hoje evidente que o rebentar da crise estrutural do sistema do capital em 2007 e a inerente ao sistema capitalista lei tendencial de diminuição da taxa de lucro levaram o capital a intensificar a especulação e a financeirização da economia, agravaram e aceleraram o desenvolvimento dessa mesma crise, é injustificável a forma irresponsável e negligente como o PS e PSD negociaram administrações e impuseram, às cúmplices administrações, empréstimos que se revelaram créditos malparados, compra de ativos ruinosos e tudo o mais que se sabe e o que ainda se ignora…
É por isso que, pactuar com a situação, seja em nome do que for, é cumplicidade com uma política desastrosa que é cada vez mais um caso de polícia.

Odiario
Odiario

O tratado orçamental impede o desenvolvimento do País

Eugénio Rosa*    13.Jul.16    Outros autores

Neste texto Eugénio Rosa diz-nos como o por que razão a diminuição do número de desempregados não corresponde a um aumento do emprego, se é que há essa apregoada diminuição…
Com dados oficiais, Eugénio Rosa demonstra que não há investimento e sem ele não há desenvolvimento do país.
E conclui que «esta União Europeia, tal como está, tem pouco a oferecer tanto aos mais velhos como aos mais novos, a não ser desemprego, insegurança, agravamento das desigualdades, crescimento anémico, imigração forçada».
É cada vez mais evidente que a União Europeia não tem conserto. A saída da União do Capital Monopolista Europeu (a atual UE) é cada vez mais um imperativo nacional e patriótico – a UE não serve os interesses dos trabalhadores e do povo português.

Odiario
Odiario

Desemprego diminui
Mas não há aumento de emprego

Eugénio Rosa*    04.Jul.16    Outros autores

«Os últimos dados divulgados pelo INE, que são de Maio de 2016, sobre o emprego e o desemprego em Portugal revelam um fenómeno insólito que tem passado despercebido à opinião pública…»
A aparente contradição é fenómeno normal em capitalismo de, a par da produção de mercadorias, excluir também as pessoas por o sistema as considerar matéria descartável.
«São os [trabalhadores] que o INE designa, por “inativos disponíveis que não procuram emprego», logo deixaram de ser considerados desempregados.
E pessoas, ainda são?

Odiario