Autor: “Fred Goldstein*”

Odiario

As duas caras da campanha de Sanders

Fred Goldstein*    30.Abr.16    Outros autores

Não irão muito além dos dedos de uma só mão, os leitores que sabem da candidatura de Mónica Moorehead e Lamont Lilly, dois militantes do Partido do Mundo Operário [Worker´s World Party], respetivamente à presidência e vice-presidência dos EUA nas próximas eleições presidenciais. Não é surpreendente, pois, nos EUA será também uma percentagem mínima dos eleitores norte-americanos que o saberá.
Neste texto, o autor, Fred Goldstein, analisa as duas faces da candidatura de Bernie Sanders e por que razão o sistema prefere Hillary Clinton…

Odiario
Odiario

Por trás do apelo de Xi Jinping a um regresso ao marxismo

Fred Goldstein*    30.Ago.13    Outros autores

«Quando Xi exorta os/as membros do Partido a serem leais ao comunismo e a estudar o «socialismo com características chinesas», o que não reconhece é a relação entre a política e a economia. É um princípio fundamental do marxismo que no final, a economia determina a política – e também a moral, a consciência social, a legalidade e a ideologia».

Odiario
Odiario

Emprego, Capitalismo e Luta necessária

Fred Goldstein*    22.Ene.12    Outros autores

Fred GoldsteinNos EUA, quatro anos depois do início oficial da actual crise em Dezembro de 2007, os dados do desemprego são uma amarga recordação de que o capitalismo se encontra num beco sem saída.

Odiario
Odiario

Abalos financeiros assinalam o aprofundamento da crise do capitalismo

Fred Goldstein*    18.Ago.11    Outros autores

Fred GoldsteinNos EUA acumulam-se os sinais de um novo aprofundamento da crise. O grande capital e os governos estaduais e federal não encontram saída que não seja mais desemprego, mais exploração, mais destruição de direitos sociais. Só a resposta organizada da enorme massa daqueles sobre quem recaem todos os sacrifícios poderá abrir a perspectiva de solução dos gravíssimos problemas sociais já existentes, e que tendem a agravar-se.

Odiario
Odiario

Os capitalistas recuperam,
A crise do desemprego aumenta

Fred Goldstein*    14.Mar.11    Outros autores

Fred GoldsteinNos Estados Unidos há 4,9 milhões de «trabalhadores desaparecidos» que nunca entraram no mercado de trabalho ou se afastaram dele.
Se se considerasse apenas metade desse número como fazendo parte do mercado de trabalho, a taxa de desemprego oficial teria subido para 10,5 por cento, segundo Shierholz. Se fossem incluídos todos eles, a taxa atingiria os 12 por cento!»
Por todo o mundo capitalista são com as mesmas receitas que manipulam os dados do desemprego…

Odiario
Odiario

Capitalismo em Crise

Fred Goldstein*    06.Dic.10    Outros autores

Fred Goldstein“Toda a gente repete que esta é a maior crise económica desde a Grande Depressão. Isto é mesmo verdade. Mas este enunciado não clarifica as questões principais. Nada diz aos trabalhadores e à vanguarda da natureza desta crise específica, apenas que ela é má (o que eles já sabem). Meramente reiterando a severidade da crise não diz por que ela é tão má, porque teve de ser assim e qual é o prognóstico - o que está reservado para as massas e, acima de tudo, qual é a saída para esta crise. Se isto é uma crise do sistema burguês então a única saída para os trabalhadores e oprimidos, uma vez que estejam galvanizados para a luta, é a total destruição do capitalismo.”

Odiario
Odiario

Enquanto crescem os lucros
Patrões despedem trabalhadores

Fred Goldstein*    14.Sep.10    Outros autores

FRED GOLDSTEINÀs vezes há quem fale com franqueza: «a única surpresa é que ninguém se surpreende pela falta de contratos de trabalho no sector privado. Só no mundo da propaganda da Câmara de Comércio é que as empresas existem para criar postos de trabalho. No mundo real, as empresas existem para criar lucros para os accionistas e não empregos. Por isso é que se chama capitalismo e não empregadorismo».

Odiario