Autor: “Gustavo Carneiro”

Odiario

O velho e o novo*

Gustavo Carneiro    01.Jul.20    Outros autores

«A crise consiste precisamente no facto de que o velho está a morrer e o novo ainda não pode nascer. Nesse interregno, uma grande variedade de sintomas mórbidos aparece». A afirmação de Antonio Gramsci, proferida nas primeiras décadas do século XX, ganha hoje flagrante actualidade, à medida que se aprofunda a crise do capitalismo e, com ela, (res)surgem muitos destes sintomas.

Odiario
Odiario

Procura-se*

Gustavo Carneiro    12.Jun.20    Outros autores

«O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, eclipsou-se. Tão habituados que estávamos a ouvi-lo, com aquela sua frontalidade, a defender a democracia, os direitos humanos, os valores europeus e ocidentais fosse onde fosse (mas de preferência na China, na Rússia, na Venezuela ou em Cuba), estranhamos-lhe agora o sepulcral silêncio.»

Odiario
Odiario

Os Bárbaros*

Gustavo Carneiro    12.Feb.20    Outros autores

«O surgimento de um novo vírus, combatido aliás com impressionante determinação pelas autoridades chinesas, tem dado azo a múltiplas e variadas expressões de racismo e arrogância de timbre neocolonial. Ao mesmo tempo que nada se diz sobre a dramática realidade do sistema de saúde norte-americano, que deixa milhares sem acesso por não terem recursos económicos ou seguro.»

Odiario
Odiario

Há 75 anos o Exército Vermelho libertou Auschwitz*

Gustavo Carneiro    24.Ene.20    Outros autores

Assinala-se na próxima segunda-feira, 27 de Janeiro, 75 anos sobre a libertação do campo de extermínio nazi de Auschwitz. Do muito que já se disse sobre o assunto, e do que seguramente se dirá nos próximos dias nos meios de comunicação social dominados pelo grande capital, não sobressai devidamente a identidade do libertador: a União Soviética e o seu Exército Vermelho.

Odiario
Odiario

Augusto e seus senhores*

Gustavo Carneiro    13.Ene.20    Outros autores

O ministro Santos Silva e o seu governo conduzem uma política internacional servilmente alinhada com o imperialismo norte-americano. Qualquer que seja a questão, seja ela a Venezuela ou o Irão ou outra qualquer, a sua posição soa sempre a memorando da embaixada dos EUA.

Odiario
Odiario

738 000 000 000

Gustavo Carneiro    07.Ene.20    Outros autores

O ano de 2020 inicia-se com um novo crime perpetrado pelos EUA. Um assassínio que pode conduzir a nova escalada de guerra no Médio Oriente, e mais além. Os criminosos dos EUA/NATO não têm essa preocupação. Têm a preocupação oposta: quanto mais guerra melhores os negócios do complexo militar-industrial. Se for à custa de mais umas centenas de milhares de mortos, serão danos colaterais sem importância nos lucros.

Odiario
Odiario

Critérios*

Gustavo Carneiro    15.Oct.19    Outros autores

Um dos balanços que é indispensável fazer do recente período eleitoral e pré-eleitoral tem a ver com a forma como a comunicação social dominante favoreceu e promoveu candidaturas, combateu outras e, em vários casos, fez de conta que outras nem existiam. Como é o caso do PEV, há muito um ódio de estimação.

Odiario