Autor: “John Feffer”

Odiario

Para Trump, a mudança de regime começa em casa

John Feffer    27.Sep.19    Outros autores

A administração Trump provoca um intenso mal-estar interno. Tal como se verificou com a sua eleição e sobretudo com a base social que o elegeu, assenta sobre uma aguda fractura interna. A forma como exerce o poder lança a confusão entre os Democratas. Habituados ao partido único dividido em duas facções – a “republicana” e a “democrata” - mas unido em todos os aspectos políticos essenciais e, desse modo, incapaz de albergar qualquer “oposição” efectiva, decidiram avançar com um processo de «impeachment».

Odiario
Odiario

Carta da Irlanda:
Tratado de Liboa vai outra vez a votos

John Feffer*    28.Sep.09    Outros autores

John FefferHá indicações por todo o lado, em toda a Irlanda, mas especialmente aqui em Dublin. Algumas dizem apenas “Sim” ou “Não”, mas toda a gente sabe o que significam. Os jornais estão cheios com o debate. Ambos os lados lutam na rádio e na televisão. Para a Irlanda é um “déjà vu”. Em Junho de 2008, os eleitores irlandeses rejeitaram o Tratado de Lisboa, que reforça a política externa e as instituições militares da União Europeia, por uma margem clara de 53 contra 46%. No próximo mês, a 2 de Outubro, a Irlanda vai a votos pela segunda vez para votar basicamente o mesmo tratado.

Odiario
Odiario

Os Nossos Bombistas Suicidas
Reflexões sobre a Jihad Ocidental

John Feffer*    21.Sep.09    Outros autores

John FefferNeste texto o autor, John Feffer, a propósito dos bombistas suicidas que diariamente os jornais noticiam e criminalizam, interroga-se: “ele [o bombista suicida] é um de nós, ou não?”
É que, “Afinal parece que nós também temos os nossos bombistas suicidas. «Nós», ou seja, os países desenvolvidos, poderosos, os que se preocupam acima de tudo com as liberdades individuais e as vidas individuais. Estes «nós» formam um arquipélago moral que abrange os Estados Unidos, a Europa, Israel, o Japão moderno, e por vezes a Rússia. Quer seja nas histórias reais de guerra, quer seja nas ilustrações inspiradoras apresentadas na ficção e nos filmes, a nossa saga está cheia de heróis que se sacrificam a si mesmos pela pátria, pela democracia, ou tão somente pelo seu grupo de irmãos”.

Odiario
Odiario

Sanções e Guerra na Península Coreana

O recente acordo entre a Coreia do Norte e os EUA (previsto e defendido na parte final do texto) não retira actualidade à informação contida neste artigo, datado de 17 de Janeiro último. Os EUA, ocupados na procura de uma saída que disfarce o inevitável reconhecimento da sua derrota no Iraque e a impossibilidade de lançarem agora uma nova frente de guerra, procuraram uma solução que permitisse disfarçar a sua impossibilidade de iniciar, agora, uma nova guerra.

Odiario