Autor: “Jorge Cadima”

Odiario

Teias

Jorge Cadima    19.Abr.21    Outros autores

O jornal online do BE publica um texto atacando os que condenam a intervenção imperialista na Síria. Trata-os de “imbecis” porque o que ali há, acham eles, é uma genuína revolta popular. Quem queira entender melhor a natureza do BE deve dar atenção às suas posições sobre questões internacionais. Bastará, aliás, acompanhar muitas das votações dos seus eurodeputados, por vezes tão próximas ou coincidentes com posições que nada têm “de esquerda”.

Odiario
Odiario

Perigosamente podre*

Jorge Cadima    12.Mar.21    Outros autores

O capitalismo enquanto sistema atingiu os seus limites. Em vez de criar, destrói. Entrou em autofagia, na tentativa de obter lucros que escasseiam na actividade produtiva. O apagão no Texas, em meados de Fevereiro, é disso elucidativo, a tragédia de uns é o lucro de outros: «o Bank of America lucrou centenas de milhões de dólares em receitas de negócios quando o sistema eléctrico do Texas foi abaixo […] ilustrando as vantagens para Wall Street do caos que deixou partes do Estado sem luz e aquecimento». A Bloomberg (5.3.21) estima que a Goldman Sachs e o Morgan Stanley irão também lucrar mais de 200 milhões de dólares cada.

Odiario
Odiario

O vaci-negócio*

Jorge Cadima    05.Feb.21    Outros autores

A balbúrdia das vacinas COVID aumenta de dia para dia, com destaque para a UE. Nela, tudo o que não é incompetência é corrupção, próprias de um capitalismo que, na sua fase actual, tem pouca necessidade de ocultar a sua verdadeira face. As grandes empresas farmacêuticas privadas ganham em todos os tabuleiros: receberam milhões de dinheiros públicos para desenvolver as vacinas, cobram ainda mais milhões para as vender a quem pagar mais. A morte de milhões de seres humanos nem sequer entra nas contas.

Odiario
Odiario

EUA: decadência e eleições

Jorge Cadima    21.Ene.21    Outros autores

A tomada de posse de Biden é acompanhada de uma larga tentativa de semear ilusões. Os EUA precisam de recompor a imagem deixada pela administração Trump. O problema que têm é que essa imagem, antes de ser a de uma administração, era a de uma potência tentando reagir ao espectro da sua própria decadência. Que comporta cada vez mais perigos, que a presidência de Biden poderá ainda ampliar.

Odiario
Odiario

Lucros COVID*

Jorge Cadima    04.Ene.21    Outros autores

Com a pandemia, os 2189 bilionários do planeta elevaram «as suas já enormes fortunas para um nível recorde de 10,2 triliões [10.200.000.000.000] de dólares», mais do dobro do PIB do Japão. Em contrapartida, não há ricas potências capitalistas entre os 25% de países com menos mortes per capita. Mas estão lá a China, com 3,32 mortos por milhão de habitantes (500 vezes menos que a Bélgica), o Vietname (35 mortes, 0,36 por milhão) e o Laos (zero mortes!). Para os governos ao serviço do grande capital, a saúde é um negócio lucrativo e não um serviço público.

Odiario
Odiario

AKK vai à guerra*

Jorge Cadima    27.Nov.20    Outros autores

Para os patetas que achavam que o agravamento das tensões internacionais melhoraria com a saída de Trump, o recente discurso da ministra da defesa da Alemanha deveria ser elucidativo. O “ocidente” capitalista há muito que retomou o partido da guerra. Que este discurso provenha da Alemanha, que por duas vezes no século XX levou o país e a Humanidade à tragédia, é ainda mais esclarecedor.

Odiario
Odiario

Decadência perigosa*

Jorge Cadima    06.Nov.20    Outros autores

Quando este artigo foi escrito ainda não era conhecido o resultado das eleições nos EUA. Todavia, qualquer que fosse o presidente eleito, quaisquer que fossem as maiorias no congresso e no senado, nada de novo haveria a esperar. Os eleitos são gente do mesmo sistema, e certamente não será detida a decadência da maior potência capitalista actual. Decadência que vem de longe, e cuja agressiva agudização configura graves ameaças para a humanidade.

Odiario