Autor: “José Goulão”

Odiario

A ficção mais cruel dos nossos dias

José Goulão    04.Dic.17    Colaboradores

José GoulãoOs exemplos da cumplicidade entre os operacionais da «guerra contra o terrorismo» e os terroristas abundam. Quando as tropas sírias e os seus aliados russos libertaram Deir ez-Zor encontraram um gigantesco arsenal do Daesh – camuflado e em abrigos subterrâneos – constituído essencialmente por armamento, munições, tanques e viaturas de transporte de fabrico norte-americano e dos seus aliados, desde as mais relevantes potências da NATO a Israel. E, agora que em alguns casos protegem a sua retirada, assumem até o risco de importar terroristas para os seus próprios países.

Odiario
Odiario

NATO e União Europeia: a óbvia e velha geminação

José Goulão    26.Mar.17    Outros autores

A chamada «construção europeia» é inseparável da estratégia e dos comportamentos da NATO. Uma e outra cuidam dos mesmos interesses. A versão oficial assegura que são a democracia e os direitos humanos; os cidadãos sentem e sabem, por experiência própria, que cuidam sobretudo da impunidade do mercado, do casino da finança, da austeridade, da desregulação de capital e trabalho, das guerras expansionistas e de rapina sempre que esses interesses as reclamem.

Odiario
Odiario

Silas continua entre nós

José Goulão [*]    24.Sep.16    Outros autores

O falecimento de Silas Cerqueira representa uma enorme perda para a causa da paz. Da paz genuína, a que nasce do repúdio pela guerra, pelas desigualdades, pela injustiça social, pela exploração da mulher e do homem. Por isso, o seu desaparecimento foi algo que os media deste país passaram em claro. Um silêncio que diz tudo sobre os valores que norteiam a comunicação social dominante.

Odiario
Odiario

A Europa à mercê de um padrinho do terrorismo

José Goulão*    06.Abr.16    Outros autores

«Enquanto impõe a austeridade feroz contra os povos europeus, a União Europeia passa a entregar três mil milhões de euros por ano ao fascista Erdogan, a fundo perdido e sem garantias. (…) E os chefes dos governos da União não podem garantir-nos, a partir de agora, que esses três mil milhões não sirvam para financiar atentados cometidos pelos protegidos de Erdogan…»

Odiario
Odiario

O Boxeur-electrão e outras peças

José Goulão    18.Feb.14    Colaboradores

José GoulãoNão é uma novidade, mas tem interesse esta nova confirmação documental do modo como o imperialismo norte-americano se ingere, manipula, conspira e coloca os seus peões no tabuleiro em relação a Estados que se suporia soberanos e a instituições como a ONU.

Odiario
Odiario

O pragmatismo terrorista do império

José Goulão    14.Ene.14    Outros autores

José GoulãoA Turquia está a braços com um caso de alta corrupção governamental. Trata-se nem mais nem menos do canal através do qual milhares de milhões de dólares são enviados para a Al-Quaeda, o expoente máximo – segundo os EUA – do terrorismo mundial. Quer dizer: expoentes da NATO financiam um grupo que se destaca na guerra contra a Síria enquanto a estrutura sustentada pela rede da NATO o combate no Iraque.

Odiario
Odiario

A Progressão do caos

José Goulão*    22.Ago.13    Colaboradores

José Goulão«Barack Obama interrompeu por momentos uma animada partida de golfe para condenar vagamente os militares egípcios pelas matanças dos últimos dias proibindo-os de participar em próximos exercícios militares mas não pondo em causa o auxílio logístico, financeiro e operacional. Obama fez mais uma vez de Pilatos decretando que só os egípcios podem resolver o problema que criaram. O presidente julga que nos esquecemos das declarações feitas há pouco tempo pelo seu secretário de Estado, John Kerry, segundo as quais o golpe militar no Egipto foi um acto para “correcção do caminho da democracia”».

Odiario