Autor: “José Manuel Jara”

Odiario

Milhazes por ele próprio

José Manuel Jara    28.Nov.17    Outros autores

No leque de figuras caricatas que fazem do anticomunismo modo de vida José Milhazes tem uma posição de relevo. Como se deu ao trabalho de produzir uma «autobiografia política», trouxe ao conhecimento público elementos sobre a sua trajectória, boa parte de cujo interesse reside no que fica subentendido entre linhas.

Odiario
Odiario

Para uma melhor compreensão do problema sírio*

José Manuel Jara    23.Oct.16    Outros autores

Está em curso uma gigantesca campanha de manipulação mediática em torno das operações de reconquista da cidade de Alepo pelo exército sírio. Entretanto, para quem queira ver o que está detrás da gritaria sobre “crimes de guerra”, “hecatombe” e o resto, a questão nada tem de “humanitária”. Do que se trata é, simplesmente, de preparar a opinião pública para uma intervenção ocidental em defesa dos fanáticos terroristas da Al-Nusra, agora transformados em “rebeldes moderados”.

Odiario
Odiario

A russofobia de Vasco Pulido Valente

José Manuel Jara    10.Mar.15    Outros autores

Esta carta, de comentário a uma crónica de Vasco Pulido Valente no “Público” (6.03.2015), não foi publicada por esse jornal. O calibre ideológico da maioria dos cronistas do diário da SONAE é bem conhecido. Aparentemente, no reduzido pluralismo político do referido jornal não caberia este comentário às opiniões – em regra reaccionárias e frequentemente delirantes – deste seu emblemático cronista.

Odiario
Odiario

A revelação do oportunismo (*)
(A propósito da obra de Memórias de Carlos Brito sobre Álvaro Cunhal)

José Manuel Jara    16.Jul.13    Outros autores

O pretendido «testemunho» sobre Álvaro Cunhal é o fundo onde se reflecte a própria figura política de Carlos Brito de hoje, distanciado das ideias e lutas longamente partilhadas na militância comum no PCP.

Odiario
Odiario

Homicídio de massas e psicopatologia

José Manuel Jara*    21.Ago.11    Outros autores

José Manuel JaraO recente assassínio em massa ocorrido em Oslo suscitou diversas explicações “psiquiátricas”. Haverá lugar para uma análise psicopatológica neste caso? Com toda a certeza! Mas tal não significa que se possa abstrair o móbil político e o seu conteúdo.

Odiario
Odiario

A rota da grande dissidente

José Manuel Jara*    01.Ago.07    Outros autores

Zita Seabra“O anticomunismo cego de ZS leva-a a não ver que a sua postura não é historicamente muito diferente em vários aspectos da que fundamentou o fascismo português, tanto na versão salazarista como marcelista. Para o regime fascista, o «comunismo» era o «mal», para Zita, enquanto militante de causa anticomunista, outro tanto se pode dizer, por muito estranho que pareça. A luta anti-fascista, com os sacrifícios que comportou, incluindo a sua própria pessoa na primeira identidade, parece estranhamente absurda, quase anedótica, fruto da despersonalização (dupla identidade) da autora nos seus relatos”

Odiario