Autor: “Manuel Pires da Rocha”

Odiario

Na Grande Guerra Pátria, a música – guerreira da paz


Passou há poucos dias o 75º aniversário da parada que celebrou em Moscovo a vitória soviética na Grande Guerra Pátria. É oportuno recordar o lugar desempenhado pela cultura artística nessa heroica acção colectiva: a música, aqui referida, mas igualmente todas as outras artes. Recordar e homenagear os artistas fisicamente presentes enquanto tal na frente de combate, muitos dos quais aí morreram, como sucedeu com cerca de 400 escritores. Um exemplo para todos os que, nos dias de hoje, se interroguem acerca do lugar da cultura na luta dos povos.

Odiario
Odiario

Pete Seeger, semeador de canções*

Celebra-se o centenário do nascimento do grande músico e cantor progressista norte-americano Pete Seeger. Lembrar a sua figura fascinante é também lembrar que existe uma “outra América”. A que em conjunto com a AIL lançou há mais de século e meio a luta do movimento operário pelos “três oitos”. A que integrou as Brigadas Internacionais durante a Guerra Civil em Espanha. A que hoje, nas dificílimas condições existentes, conduz a luta pela liberdade, pelo progresso social e pela paz no interior do país que constitui hoje a maior ameaça contra os povos de todo o mundo.

Odiario
Odiario

Ó Brigada

Ao longo de quatro décadas, a Brigada Vítor Jara esteve presente em cada um dos diversos tempos da acção política: nas sessões de esclarecimento a seguir ao 25 de Abril, nos momentos difíceis do Verão Quente (tendo sido, por duas vezes, evacuada pela GNR – em Cantanhede e Coja), nas Conferências da Reforma Agrária, em muitas edições da Festa do Avante!, em campanhas eleitorais, comícios, no Centenário de Álvaro Cunhal. Repartindo palcos militantes com Adriano Correia de Oliveira, Trovante, Ary dos Santos, Samuel, Manuel Freire e tantos outros. Permanecendo, após tantos anos de avanços e recuos, ao lado dos deserdados, de quem tomou cantigas e compromisso com o devir.

Odiario