Autor: “Mauro Iasi*”

Odiario

Olimpíadas 2016: O desporto é o que menos importa

Mauro Iasi*    19.Ago.16    Colaboradores


Os Jogos Olimpicos do Rio de Janeiro não cumpriram as metas fixadas pelo Comité Olímpico.
Para poupar energia a pira Olímpica foi muito menor do que o previsto.O tratamento do esgoto lançado na Baia da Guanabara não atingiu metade da meta estabelecida. As obras de limpeza dos rios da bacia de Jacarepagua foram paralisadas em 2015, apesar de a empresa responsável ter recebido 235 milhões de reais. Mais de 77000 pessoas foram desalojadas das suas residências para criar terrenos destinados a futura especulação imobiliária. Não obstante a mobilização de 85000 policias, a segurança das delegações funcionou muito mal. Muitos atletas foram assaltados e roubados dentro e fora da Vila Olímpica.-O desporto, como lembra Mauro Iasi, foi no Rio16 o que menos importou aos organizadores.

Odiario
Odiario

O usurpador e o caminho da usurpação

Mauro Iasi*    31.May.16    Outros autores

O mais preocupante na presente crise política brasileira não foi tanto as degradantes e circenses votações da Câmara de Deputados e do Senado brasileiros, mas sim a ação do governo e dos partidos que participaram no poder, desde a primeira eleição de Lula da Silva, na organização e mobilização da classe trabalhadora.
Por isso se torna natural uma conclusão de Mauro Iasi: «Depois de transformar a democracia numa abstração que não faz sentido para boa parte de nossa classe, não se pode esperar que as pessoas se mobilizem para defendê-la».
Como também não faz sentido que a classe trabalhadora, particularmente o seu destacamento operário, seja mobilizada como massas, povo ou cidadãos…, se eles não tiverem sido antes organizados como classe trabalhadora, como classe operária.

Odiario
Odiario

A Copa como metáfora e a metáfora da Copa: pela rebelião do valor de uso

Mauro Iasi*    29.Jun.14    Destaques

A mercantilização do futebol ocorre não apenas pela venda do espetáculo desportivo em si mesmo, mas em várias dimensões: no “mercado de jogadores”, na venda dos direitos de imagem, como veículo de propaganda, como empreendimento milionário de empreiteiras, bancos e tantos outros. A velha arte de esfolar várias vezes o mesmo boi. O futebol mercadoria e o seu evento maior – o Campeonato do Mundo – é montado para a realização do lucro das grandes corporações. Se vai haver jogo ou não é um detalhe.

Odiario
Odiario

Virginia Fontes: O Brasil e o Capital-Imperialismo
Teoria e História

Mauro Iasi*    26.Dic.10    Outros autores

Mauro IasiNeste texto, Mauro Iasi apresenta-nos o último livro de Virgínia Fontes, O Brasil e o capital-imperialismo. Teoria e história, uma reflexão profunda sobre “as formas contemporâneas do modo de produção capitalista, o sistema internacional da dominação do capital, a dinâmica da luta de classes atual, as manifestações do inconformismo e do amoldamento da classe trabalhadora, a questão da democracia.”

Odiario
Odiario

Documentos
Sobre a estratégia e tática da
Revolução Brasileira

Mauro Iasi*    19.Oct.09    Outros autores

Mauro IasiO Partido Comunista Brasileiro (PCB) promoveu um amplo debate na esquerda revolucionária, no âmbito do seu XIV Congresso Nacional que se realizou de 9 a 12 de outubro de 2009.
Entre outros, participaram neste debate que se realizou em 24 de Setembro de 2009, o professor Mauro Iasi, membro do Comitê Central do PCB, Anita Leocádia Prestes, José Paulo Netto e Virginia Fontes, todos eles Professores univesitários, que apresentaram seus pontos de vista sobre a principal Tese ao Congresso, A Estratégia e a Tática da Revolução Brasileira.
O debate realizou-se no Salão Nobre do Instituto de Filosofia e Ciências Sociais da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Odiario