Autor: “Miguel Tiago”

Odiario

Novo Banco, Velhas Histórias

Miguel Tiago    23.Oct.18    Outros autores

Em relação ao Novo Banco, o Governo PS decidiu cumprir um compromisso do anterior governo, apesar de não estarem minimamente cumpridos os pressupostos em que esse compromisso fora forjado: da conta zero ou positiva passou-se para uma conta de 9 mil milhões negativos. No OE2019 estão contemplados mais 850 milhões para capitalizações do NB. Prossegue assim um crime a três mãos: PS, PSD, CDS.

Odiario
Odiario

Louçã
Fica tudo dito

Miguel Tiago*    28.Ago.17    Outros autores

Com o desassombrado de sempre, Miguel Tiago mostra neste artigo como a promíscua teia de cumplicidades entre Louçã-Bloco de Esquerda e a comunicação social reinante se articulam no tratamento e manipulação das ««circunstâncias, em que os factos objetivos têm menos influência na formação de opinião pública do que os apelos emocionais e as opiniões pessoais».

Odiario
Odiario

A Banca no sistema de Exploração Capitalista

Miguel Tiago*    24.Mar.16    Outros autores

(…) No centro da crise está a insaciável necessidade de lucro dos grandes grupos económicos e financeiros que gerou produtos de crédito para consumo próprio, financiando-se a si próprios, com o conluio das agências de notação e avaliação e das auditoras externas e a instrumentalização dos bancos centrais e entidades de supervisão. Nesse caso, usando o BES como exemplo bastante ilustrativo, o banco empresta dinheiro a uma empresa de Ricardo Salgado sedeada num paraíso fiscal, a empresa não paga a dívida mas o banco já tinha vendido obrigações em que tal dívida tinha sido dada como garantia. O banco não paga aos seus obrigacionistas ou, pior, não pode assegurar liquidez para os seus depositantes.»

Odiario
Odiario

Este texto não é sobre a Grécia

Miguel Tiago    28.Jul.15    Outros autores

Vir agora chorar pela “Europa” cumpre apenas o ritual da defesa da estrutura de direita que, passo a passo, vai fazendo marchar o capitalismo sobre os povos. Limpa o passado dos partidos “de esquerda” que sempre foram “europeístas” (ou seja, pró-capitalistas) porque ao invés de reconhecer que este é o projecto que sempre defenderam, afirmam estar derrotado esse “projecto” humanista e internacionalista que - como se vê - nunca existiu.

Odiario
Odiario

Contribuições para a reflexão - O capitalismo e a Natureza

Miguel Tiago*    25.Ene.10    Outros autores

Miguel Tiago“Abordar as «alterações climáticas» deve (…) ser uma tarefa de capital importância desde que desvendemos desde já as «armadilhas ideológicas» que estão montadas na tese catastrofista e da sua origem antropogénica.
A encruzilhada em que a Humanidade se encontra é a que resulta das limitações históricas do capitalismo e que serão apenas solucionadas pelo poder criativo dos homens e das mulheres, superando a forma de organização social, económica e política do capitalismo e capitalizando todos os meios já hoje disponíveis e os que mais possamos desenvolver no caminho da luta para substituir o capitalismo pelo socialismo, rumo ao comunismo”.

Odiario
Odiario

A Luta pela Natureza é a Luta pelo Socialismo

Miguel Tiago*    30.Jul.07    Outros autores

“É no dia-a-dia que se trava uma batalha incansável que determina a cada momento o posicionamento das classes no tabuleiro da luta. Só acrescentando peso ao nosso lado da balança, somando forças atrás de forças e juntando as peças da história que é um contínuo, poderemos vencer na batalha pela construção de uma sociedade que entenda o Homem como parte da Natureza e não coloque todos os recursos naturais no plano da mercadoria.”

Odiario