Autor: “Nazanín Armanian”

Odiario

¿Greenwashing? As Marchas Verdes esquecem o “factor guerra”

Nazanín Armanian    18.Mar.19    Outros autores

Depois da grande acção mediática de 15 de Março com a sua Marcha Popular pelo Clima, é oportuno chamar a atenção para a colossal omissão aí feita: ao sistema responsável não apenas pela degradação ambiental mas por retirar dela chorudos lucros; e ao historial de guerras e agressões imperialistas que devastaram e continuam a devastar o planeta. A mobilização pelo clima só poderá ser verdadeiramente útil se for capaz de incorporar essas duas questões fundamentais.

Odiario
Odiario

As 10 funções da USAID, a mega agência "humanitária" da CIA

Nazanín Armanian    05.Mar.19    Outros autores

Depois da abortada operação “humanitária” contra a Venezuela do passado fim de semana, é útil recapitular a natureza e o papel do braço da CIA conhecido por USAID. Uma agência que, a coberto da pretensão de “auxiliar” os povos, desempenha há muito um sinistro papel de cúmplice e participante activo na acção dos EUA contra esses mesmos povos.

Odiario
Odiario

As nove razões dos EUA para declararem guerra à Venezuela

Nazanín Armanian    11.Feb.19    Outros autores

Para o imperialismo EUA o que está em causa na Venezuela é bastante mais do que a recolonização do «pátio das traseiras» e o saque (já realizado em relação a muitas toneladas de ouro) das riquezas do país. Tal como no Médio Oriente, é o confronto com Rússia e China e com qualquer país que não se sujeite ao seu domínio. E é também represália pelo dispendioso insucesso na Síria, Iraque, Afeganistão.

Odiario
Odiario

Nove hipóteses sobre a (não) saída do Exército dos EUA da Síria

Nazanín Armanian    29.Dic.18    Outros autores

O anúncio feito por Trump de que os EUA iriam retirar todas as suas tropas da Síria vale o que vale. A estratégia dos EUA na região é de aumentar a ingerência e a ocupação militar, não de a reduzir. Este artigo coloca várias interessantes hipóteses de interpretação.

Odiario
Odiario

John McCain: de falso herói a criminoso de guerras em série

Nazanín Armanian    01.Sep.18    Outros autores

Os elogios fúnebres ao falecido senador norte-americano John McCain (incluindo um surpreendente elogio do governo vietnamita) prosseguem na morte o que já fora feito em vida: a mitificação de um “herói” que nada teve de heróico, e a glorificação de belicista insaciável, pessoalmente associado a todos os crimes e agressões imperialistas do seu tempo.

Odiario